As 18 cotadas do PSI20 terminaram a sessão em terreno negativo e a Galp liderou as descidas ao cair 7,27% para 11,48 euros, em linha com a forte descida do preço do petróleo nos mercados internacionais.

Esta foi a maior descida do PSI20 desde 24 de junho de 2016, quando, na sequência dos resultados do referendo sobre o 'Brexit' (saída britânica da União Europeia), o principal índice da bolsa de Lisboa caiu 6,99%.

No resto da Europa, Paris encerrou com a maior queda, 4,14%. Londres desceu 3,62%, Madrid perdeu 3,54%, Milão 3,50% e Frankfurt 3,37%.

O surto de COVID-19, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.450 mortos e infetou mais de 100 mil pessoas em pelo menos 86 países, incluindo 13 em Portugal.

Até à meia-noite de sexta-feira (16:00 horas de quinta-feira, em Lisboa), a China continental, que exclui Macau e Hong Kong, somava, no total, 3.042 mortes e 80.552 casos de infeção, mais de 80% do conjunto global em todo o mundo, apesar dos surtos recentes em Itália, Irão, Coreia do Sul e Japão.

A China informou que mais de 53.700 pessoas receberam alta no país desde o início do surto.

Além dos 3.042 mortos na China Continental, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Hong Kong, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos, Filipinas, Espanha, Reino Unido e Iraque.

Acompanhe aqui, ao minuto, todas as informações sobre o coronavírus (COVID-19) em Portugal e no mundo.

Coronavírus: como passou de animais para humanos?

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.