O inquérito, realizado durante o período do estado de emergência e no quadro do plano de contingência dos projectos Rotas do Fogo e Pessoa, implementados pela ONG Italiana Cospe, na ilha do Fogo, pretendia monitorizar o respeito pelos direitos das mulheres e o papel da sociedade civil na gestão da emergência para individualizar eventuais criticidades e necessidades a serem resolvidas com a colaboração de parceiros e das associações locais.

“Apesar dos constrangimentos económicos e psicológicos da quarentena, algumas mulheres tiveram a possibilidade de valorizar o tempo passado com a família e de ver um papel mais activo dos homens na divisão das tarefas domésticas e nas relações familiares”, referiu o documento.

Segundo o mesmo, estes elementos podem servir para programar intervenções para reforçar as instâncias de igualdade e equidade de género no sector económico e social e trabalhar na valorização das relações familiares que são o espelho da sociedade e da forma de considerar o papel das mulheres.

O inquérito mostrou que uma percentagem importante das mulheres tem percepção de ser sujeitos mais vulneráveis no período de confinamento domiciliar, sobretudo em relação ao fenómeno da violência baseada no género (VBG), para a qual a maioria tem as informações necessárias.

Segundo o documento, metade das mulheres entrevistadas afirmou ter notado uma melhoria nas relações familiares e divisão das tarefas domésticas entre o homem e a mulher, mas deste percentual, um terço declarou que isso foi devido a uma mudança positiva no comportamento do homem durante a quarentena, enquanto dois terços declararam que o comportamento do homem continua o mesmo.

Para enfrentar desafios económicos, sociais e psicológicos da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19) as mulheres entrevistadas apontaram o prolongamento da aplicação de medidas para limitar a difusão do vírus, apoio psicológico, apoio para pessoas/famílias mais vulneráveis e serviços de entrega a domicílio dos apoios.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.