Ele permite tirar partido dos conhecimentos e habilidades individuais de cada colaborador, convergindo os esforços para uma finalidade comum.

Por outro lado, a troca de aspectos pela equipa gera novas ideias e soluções inovadoras, que de outra forma poderão ser difíceis de alcançar.

Mas trabalhar em equipa não é fácil para todos. Conciliar personalidades fortes pode gerar conflito, criar mau ambiente de trabalho e desgaste dos elementos da equipa. O elemento mais impositivo acaba muitas vezes sobrecarregado dada a escassa produtividade de alguns membros, e graças ao excessivo tempo gasto em discussão sem que seja elaborada qualquer estratégia.

Mas trabalhar em equipa é uma mais-valia e requer um esforço colectivo de todos os membros. Confira alguns dos aspectos fundamentais que deverá ter em conta, para que se torne um dos membros líder no trabalho em equipa.

Capacidade para resolver conflitos

Uma pessoa que gera conflitos dificilmente será bem vista pelos restantes elementos do grupo. Em vez de problemas apresente soluções, tentando conciliar as vontades e necessidades de todos os membros. Apazigúe as discussões através de um diálogo calmo e positivo.

Capacidade de comunicação

Se quer ser um membro activo da equipa ou até mesmo liderá-la, a capacidade de comunicar e expressar-se é fundamental. Mas atenção, para além de falar, é preciso saber ouvir. Dê oportunidade a todos para que expressem as suas ideias e opiniões, motivando aqueles que se sentirem mais hesitantes a falar.

Capacidade de Liderança

Se é uma pessoa que gosta de liderar, tome as rédeas desse processo logo de início. Saiba gerir os conflitos, dar a vez a todos para que possam falar, negoceie para que se ultrapassem os obstáculos e tome decisões em altura de impasses. Delegue trabalho mas sem se tornar demasiado autoritário. Mesmo que não goste de liderar, saiba colocar-se no papel inverso, não dificultando a vida aqueles que estão a esforçar-se para criar uma boa equipa de trabalho.

Autoconfiança

A equipa deve ter confiança nas suas capacidades, embora aceitando e valorizando as habilidades dos restantes membros. Face a essa análise, cada elemento deve sugerir tarefas nas quais poderão dar o seu melhor contributo. Acima de tudo, é importante que os colaboradores saibam que podem contar consigo para cumprir as responsabilidades a que se compromete, nos prazos estipulados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.