As pessoas que voltarem de países de risco - estimados em 130 pelas autoridades locais - devem isolar-se durante 14 dias ou até obter um resultado negativo, explicou o ministro da Saúde de Berlim, Dilek Kalayci.

Por enquanto, nenhuma decisão foi tomada para tornar os testes de deteção obrigatórios para todos os viajantes. Enquanto isso, aqueles que regressarem ao país de territórios não considerados de risco poderão fazer testes gratuitamente, num centro de controlo fora dos aeroportos.

Alemanha regista tendência crescente de casos com 815 num dia

A Alemanha identificou 815 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas, um forte aumento de infeções que eleva para 204.183 o total desde o início da pandemia, e registou mais 10 mortes.

O número de mortes provocadas pela doença, segundo o Instituto Robert Koch foi até hoje de 9.111, com as 10 registadas nas últimas 24 horas.

O número de novos contágios na Alemanha regista uma tendência de crescimento nos últimos dias, com 454 verificados na quarta-feira, 569 na quinta-feira e 815 reportados hoje.

Desde que o novo coronavírus foi detetado na China, em dezembro do ano passado, a pandemia da doença COVID-19 já provocou mais de 627 mil mortos e infetou mais de 15,2 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo o balanço mais recente feito pela agência France-Presse (AFP).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.