A origem dos festejos do Halloween com as abóboras chega-nos dos Estados Unidos com uma figura chamada Jack. Segundo a tradição celta, Jack enganou o  Diabo duas vezes e este prometeu nunca levar a sua alma. Desta forma, depois de morrer, Jack não foi aceite no Céu e a sua alma anda a vaguear por todo o mundo à procura de um local para ficar. Para que consiga ver bem todos os caminhos, Jack faz-se acompanhar das “Lanternas de Jack”, a tradicional abóbora com luz.

Em Portugal esta tradição tem o nome de Coca. “Coca ou Coco” é uma figura assustadora, um fantasma ou bruxa, que tem uma abóbora no lugar da cabeça. Para assustar pessoas indesejadas, colocava-se uma abóbora com aberturas a simularem uma cara (olhos, boca e nariz) e uma vela dentro num local bem escuro. A habitual abóbora iluminada usada no Halloween!

No entanto, em termos nutricionais e energéticos a Abóbora não deve assustar ninguém!

A abóbora tem muitas propriedades positivas e com muita tradição em Portugal. Sabia que existem mais de 760 espécies de abóbora? Desde a abóbora menina/manteiga, a hokaido, a valenciana, a cabocha, a bolota, a esparguete, entre outras variedades. À família da Abóbora pertencem o melão, o pepino e a melancia, a família Cucurbiteae.

A abóbora é rica em betacaroteno, que se converte em vitamina A no organismo. Tem quantidades interessantes de potássio e minerais como o ferro, cálcio, magnésio e vitaminas B e C. E, para além disto, é um dos vegetais com maior índice de hidratos de carbono complexos, os úteis.

Tradições à parte, a Abóbora é bastante versátil. Deixo uma sugestão de receita de Abóbora Recheada, bem a tempo de um jantar assustadoramente delicioso. Vamos celebrar a noite dos mortos?

Abóbora recheada
Abóbora recheada
Ver receita completa

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.