Tarte fresca de pêssego

Pré-aqueça o forno nos 180 ºC. Pique o conteúdo de um pacote de bolacha Maria grosseiramente e junte a 70 g de manteiga amolecida, envolvendo bem. Forre o fundo de uma forma amovível – 18 ou 20 cm de diâmetro – com esta mistura, pressionando com os dedos de forma a criar uma base compacta.

Leve ao forno cerca de dez minutos. Retire e deixe arrefecer.

Entretanto coloque cinco folhas de gelatina a amolecer num prato fundo com água.

Triture 350 g de pêssego ou nectarinas maduras (peso refere-se a fruta já descascada e descaroçada) com um fio de sumo de limão e 120 g de açúcar até obter um puré (se a fruta for especialmente doce, diminua ao açúcar).

Escorra as folhas de gelatina e derreta-as no microondas (bastam alguns segundos na potência máxima; mexa o líquido que se formou para ter a certeza de que está bem dissolvida. Se não tiver microondas, leve as folhas ao lume num tachinho, mexendo sempre até estarem bem dissolvidas).

Junte ao preparado da fruta misturando bem.

Monte o conteúdo de um pacote de natas (mínimo 35% de gordura)  com a batedeira elétrica. Quando começarem a ficar firmes, adicione algumas gotas de limão, que vão ajudar a ‘prender’ as natas, e junte estas ao preparado anterior envolvendo com cuidado.

Verta para a forma entretanto arrefecida.

Tape com película aderente e leve ao frigorífico, idealmente de um dia para o outro.

Sirva decorado com pêssegos frescos, ou nectarinas, regados com um fio de sumo de limão para não oxidarem, e folhinhas de hortelã.

(Fonte: Blogue “Lume Brando”)

 

Tarte fresca de pêssego

Tarte de pêssego saudável

Ligue o forno nos 175 ºC.

Lave e escorra bem 500 g de pêssegos. Não descarte a casca, mas pode descascar a fruta, caso deseje.

Corte os pêssegos ao meio, retire os caroços e corte em fatias. Reserve.

Massa: Coloque num processador de alimentos 150 g de farinha tipo 55, 60 g de flocos de aveia, 100 g de margarina frua, 50 g de açúcar mascavado, um ovo, uma colher de chá de canela moída. Triture até obter uma massa homogénea, mas sem que fique demasiado lisa. Se não tiver processador, comece por misturar a farinha com a aveia, o açúcar e a manteiga cortada em pedaços. Adicione o ovo e canela e amasse até obter uma massa moldável.

Coloque a massa numa forma redonda de fundo amovível com 20 cm de diâmetro e estenda com as mãos, distribuindo pequenas porções da massa e fazendo alguma pressão com os dedos.

Distribua os pêssegos em cima da massa e leve ao forno por cerca de 30 minutos, até que os bordos da massa fiquem dourados e crocantes.

Retire do forno e pincele, ainda quente, com duas colheres de sopa de doce de pêssego.

(Fonte: Blogue “Faz&Come”)

Tarte de pêssegos saudável

Creme de pêssego com iogurte e amêndoa

Demolhe cinco folhas de gelatina em água fria durante cinco minutos, depois escorra-a e leve-a a derreter no microondas sem deixar ferver.

Deite 350 g de pêssegos maduros, descascados e sem caroço, na liquidificadora e reduza-os a puré. Deite para uma tigela, junte dois pacotes de iogurte natural açucarado, mexa bem, junte a gelatina, mexa, adicione duas colheres de sopa de amêndoa moída, mexa bem e deite para taças.

Leve depois ao frio até ficar bem fresco. Sirva polvilhado com a amêndoa laminada torrada e decorado a gosto.

(Fonte: Teleculinária)

Creme de pêssego com iogurte e amêndoa

Gelado de pêssego e pistácio

Preparação Bimby:

No copo da Bimby, insira a borboleta e coloque um pacote de natas, bata na velocidade 3 até ficarem com a consistência desejada. Retire e reserve.

Vá verificando pelo bocal as natas para que estas não passem a manteiga.

Insira a borboleta no copo. Coloque as 100 g de açúcar em pó, adicione 250 g de queijo mascarpone e bata 15 seg / vel 4.

Adicione as natas reservadas e misture 15 seg / vel 3,5. Retire e coloque num recipiente. Leve ao congelador cerca de 45 minutos.

Entretanto, coloque no copo da Bimby 30 g de açúcar em pó 250 g de pêssego descascado e cortado em pedaços, triture 30 seg / vel 7. Retire e deite sobre o gelado reservado no congelador. Com a ajuda da espátula envolva de forma desencontrada para que a mistura fique com um efeito marmoreado.

Leve novamente ao congelador cerca de seis horas até solidificar.

Descasque pistácios a gosto, corte com uma faca pequenos pedaços e sirva o gelado salpicado com os pistácios.

(Fonte: Blogue “Sabores da Minha Cozinha”)

gelado de pêssego e pistácio

Panquecas de pêssego

Misture, numa tigela média, 120 g de farinha de trigo-sarraceno, uma colher de sopa de açúcar, uma colher e meia de chá de fermento em pó, três quartos de colher de chá de canela em pó e um quarto de colher de chá de sal fino.

Noutra tigela, misture uma colher de chá de óleo de coco derretido e duas colheres de chá de extrato de baunilha. Adicione 125 g de iogurte grego natural e mexa até que fique homogéneo. Junte à mistura de farinha e 180 ml de leite, alternadamente, até obter uma massa.

Incorpore 100 g de pedaços de pêssegos e envolva delicadamente

Aqueça uma frigideira pequena e antiaderente em fogo médio, e unte com um pouco de gordura - neste caso pode deitar um pouco de óleo de coco derretido numa folha de papel de cozinha dobrada, e depois esfregue a frigideira. Repita esta operação a cada nova panqueca.

Despeje uma porção de massa na frigideira, cerca de uma concha de sopa mal cheia, de cada vez.

Cozinhe por três a quatro minutos, até que o fundo esteja ligeiramente dourado e a massa comece a formar “furinhos” no topo. Vire, com cuidado, e deixe cozinhar do outro lado. Repita até acabar a massa.

Sirva com iogurte grego e fruta a gosto.

(Fonte: Blogue “Intrusa na Cozinha”)

Panquecas de pêssego

Bolo de lima e pêssego

Comece por untar a forma e polvilhá-la com farinha.

Bata seis ovos inteiros com 200 g de açúcar durante cinco minutos. Junte 200 g de manteiga derretida e continue a bater. Adicione 200 g de farinha e uma colher de chá de fermento peneirados e por fim a raspa e o sumo de duas limas.

Junte à massa dois pêssegos em pedacinhos e corte outros dois em gomos. Coloque-os na forma até preencher o fundo. Cubra com a massa e leve cozer durante 20 minutos a 180 ºC.

Faça o teste do palito e desenforme sobre uma rede. Decore com rodelas de lima e gomos de pêssego.

(Fonte: Blogue “Sete Gramas de Ternura”)

Bolo de lima e pêssego

Pudim de pêssego com laranja

Use 870 g de pêssego de uma lata de conserva e escorra, sem desperdiçar o sumo da conserva.

Leve o pêssego ao copo e triture na vel. 4-5 até ter obter um creme liso e sem grumos.

Adicione 250g do sumo da conserva, 200 ml de natas, 50 g de açúcar e um pacote de gelatina de laranja em pó. Programar 12 min, temp. varoma, vel. 2.

Enquanto isso, caramelize o recipiente onde quer colocar o pudim. Depois de pronto, verta o pudim para dentro da taça. Espere que arrefeça e coloque no frigorífico até à hora de servir.

Pode enfeitar com rodelas de laranja e servir com natas batidas.

Convém fazer de véspera, para ter tempo de solidificar.

(Fonte: Blogue “As Receitas Lá de Casa”)

Pudim de pêssego com laranja

Tarte folhada de pêssego e amêndoa

Pré-aqueça o forno a 180 ºC. Num tabuleiro forrado com papel vegetal estenda uma base retangular de massa folhada. Com uma faca delimite 1 cm de margem em todo o retângulo de massa e sobreponha essa margem sobre a base criando uma moldura.

Pique com um garfo toda a base deixando as margens intactas e reserve. Entretanto triture meia chávena de amêndoas cruas com pele até obter farinha e misture 25 g de manteiga à temperatura ambiente, meia colher de chá de essência de baunilha, um ovo e uma colher de sopa (bem cheia) de açúcar amarelo.

Deposite esta mistura sobre a base. Por fim, fatie quatro pêssegos pequenos maduros, mas de polpa firme, e disponha-os sobre a tarte. Pincele as margens da massa folhada com a gema de ovo e leve ao forno durante cerca de 25 minutos até a massa folhada estar tostada.

Deixe arrefecer um pouco e sirva.

(Fonte: Blogue “Flor do Brownie”)

 

Tarte folhada de pêssego e amêndoa

 

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.