Alguns fãs viram na peça da Gucci uma referência ao "blackface", uma representação caricatural e racista dos negros.

A longa gola da camisola em questão, de cor preta, vai até meio do rosto e tem uma boca adornada com grandes lábios vermelhos, cobrindo assim os lábios da pessoa que o veste.

"A Gucci pede desculpas pela ofensa causada por esta camisola. Confirmamos que o produto foi imediatamente retirado de todas as nossas lojas e do nosso site online", escreveu na sua conta do Twitter a marca pertencente ao grupo francês Kering.

Marca Prada pede desculpa após ser acusada de racismo
Marca Prada pede desculpa após ser acusada de racismo
Ver artigo

Em dezembro passado, outra marca italiana, a Prada, retirou de uma das suas lojas em Nova Iorque bonequinhos negros com grandes lábios vermelhos.

Algumas semanas atrás, a Dolce e Gabbana também foi acusada de racismo na China, após a divulgação de vídeos que mostravam uma mulher com traços asiáticos, a tentar, de forma desajeitada, comer pizza ou esparguete com os tradicionais hashi, sendo orientada por uma voz masculina que fazia comentários irónicos sobre os "pauzinhos servirem de talheres".