Melania Trump e Donald Trump dormem em quartos separados mas, apesar da distância entre quatro paredes, ela influencia-o mais do que aquilo que se pensa. A revelação é feita numa nova biografia não-autorizada, "Free, Melania: The unauthorized biography", escrita por Kate Bennett. No livro da correspondente da CNN, a única a fazer a cobertura jornalística da primeira-dama norte-americana em exclusivo, publicado ontem, são muitas as revelações.

Apesar de não dormirem na mesma cama, uma vez que a antiga modelo preferiu ocupar o quarto que, nos mandatos anteriores foi usado por Marian Robinson, mãe de Michele Obama, Melania Trump e Donald Trump passam o dia ao telefone um com o outro, com algumas das conversas a transformar-se, muitas vezes, em discussões acaloradas. A nova biografia desfaz também o mito de que não teria apoiado a candidatura do marido à presidência dos EUA.

"Ela pressionou-o muito para ele avançar. Em parte, porque sabia que ele ganharia e que faria um bom trabalho", assegura Kate Bennett. Apesar de muitos desvalorizarem a atual primeira-dama numa fase inicial, a jornalista garante, no livro de 264 páginas, que Melania Trump tem uma "influência poderosa" em Donald Trump. "Tanto nos assuntos políticos como na forma como ele gere os seus colaboradores", sublinha a correspondente americana.

Outra das revelações da nova biografia prende-se com a indumentária da antiga modelo. Sempre que está aborrecida com Donald Trump, Melania Trump surge em público com visuais mais masculinos para enfurecer (ainda mais) o marido. A relação com Ivanka Trump, a filha mais velha do governante, com quem não tem o melhor dos relacionamentos, também é abordada no livro. "Têm uma relação cordial mas não são próximas", afirma Kate Bennett.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.