Marilyn Monroe (1940)

Antes de se transformar numa das maiores divas do cinema, Marilyn Monroe fez diversos trabalhos como modelo. Aqui podemos ver a atriz - ainda como Norma Jean - durante uma sessão fotográfica protagonizada na década de 1940, podendo ser considerada uma das suas primeiras imagens em biquíni. A silhueta curvilínea fez com que Marilyn se destacasse das outras mulheres e fosse vista como um ícone de sensualidade.

Esther Williams (1940-50)

É impossível falar em Esther Williams sem pensar no fato de banho. Conhecida em Hollywood como a ‘Million Dollar Mermaid’, recorde-se que fez carreira no cinema ao protagonizar musicais aquáticos com números de dança sincronizada durante a década de 1950. Apesar de nunca ter sonhado em tornar-se atriz, o seu passado como nadadora de alta competição valeu-lhe uma carreira de sucesso, consagrando-a como uma das atrizes mais bem pagas do cinema.

Deborah Kerr (1953)

No filme “From Here to Eternity” Burt Lancaster e Deborah Kerr protagonizaram aquele que foi considerado um dos beijos mais tórridos do cinema. Deitados na areia e em trajes menores, a cena icónica esteve envolta em polémica pode ser considerada escandalosa para a época. Durante a rodagem do filme, a censura exigiu que o modelo do fato de banho usado por Kerr fosse alterado. O resultado? Uma peça com decote alter e uma saia incorporada, fazendo com a cena não fosse demasiado provocante e ousada.

Ursula Andress (1962)

Foi na pele de Honey Ryder, no filme “Dr. No”, que Ursula Andress usou aquele que é considerado um dos biquínis mais famosos da história do cinema. A peça de algodão, com cinto incorporado, foi feito exclusivamente para a atriz suíça tornando-se um marco na sua carreira artística. “Este biquíni fez de mim um verdadeiro sucesso. Após aparecer como a primeira Bond Girl, tive a liberdade de escolher futuros papéis e tornar-me financeiramente independente”, revelou a atriz sobre a peça que foi leiloada pela Christie's em 2001.

Farrah Fawcett (1976)

Foi esta imagem, tirada antes da estreia da série ‘Charlie's Angels’, que fez de Farrah Fawcett um sex-symbol. A ideia partiu da empresa Pro Arts que, em 1976, decidiu comercializar um poster da atriz . A sessão fotográfica ficou a cargo de Bruce McBroom que revelou o seu envolvimento na produção. “Tirámos imensas fotografias. Ela entrava, tirava algo do armário e eu encontrava outro cenário. Sabia que não tinhamos uma foto que ressoava comigo apesar de ela estar espectacular. Estava a ficar sem ideias e desesperado. Eu disse, 'Tu sabes o que te fica bem. Há algo que ainda não tenhamos fotografado? Eles disseram que queriam algo sexy'. [...] Ela vem até à porta e aparece na entrada com aquele fato de banho vermelho. E pergunta 'O que achas disto?' Parecia que tinha sido pintado com spray; não parecia um fato de banho”, contou à revista Entertainment Weekly. Uma escolha arriscada mas que acabou por se tornar numa das imagens mais icónicas da atriz e num dos posters mais vendidos do mundo.

Bo Derek (1979)

'10' foi o nome do filme protagonizado pela atriz Bo Derek e que a tornou num dos maiores sex-symbols da década de 1970. A cena em que aparece a correr à beira-mar num fato de banho dourado e de cabelo trançado é considerada uma das mais memoráveis do cinema. "Sempre encarei isto como um trabalho, em que colocamos o nosso uniforme. Naquela altura, estávamos numa época em que tínhamos de quebrar barreiras em termos de sexualidade e sensualidade no cinema. Quem vai ser o primeiro a fazer uma cena de nu? Quem vai fazer isto primeiro? Agora, olhamos para trás e pensamos qual era o alvoroço?", disse em entrevista à Fox News em 2019 sobre o filme.

Pamela Anderson (1995)

Quem não se lembra do mítico fato de banho vermelho usado por Pamela Anderson na série televisiva ‘Baywatch’? O fato de banho subido, que mal cobria as curvas generosas da atriz que interpretou a salva-vidas C. J. Parker, fez da série um sucesso e acabou por transformar a carreira de Pamela Anderson. "Ainda tenho alguns fatos de banhos", disse em entrevista ao The Insider sobre a série dos anos 1990.

Tyra Banks (1997)

Em 1996 a conceituada revista norte-americana ‘Sports Ilustrated’ fez história ao colocar pela primeira vez uma modelo afro-americana na capa da famosa swimsuit edition. A escolha recaiu sobre Tyra Banks, que fez da edição um sucesso, tornando-se ainda um marco na carreira da modelo. Em 1997 foi convidada a repetir a proeza mas desta vez sozinha. De biquíni às bolinhas vermelho e cor-de-rosa, a edição protagonizada por Banks tornou-se numa das mais rentáveis da história da publicação.

Halle Berry (2002)

No 20º filme do espião britânico James Bond "Die Another Day", Halle Berry recriou a icónica cena protagonizada por Ursula Andress durante a década de 1960. A atriz não deixou os fãs indiferentes ao sair da água num biquíni cor de laranja que acabou por conquistar James Bond. Recentemente Lindy Hemming, responsável pelo figurino de diversos filmes da saga 007 e por criar o biquíni cor de laranja, revelou que ficou muito feliz por fazer a sua própria adaptação da peça usada por Ursula Andress.

Kim Kardashian (2013)

Conhecida como a ‘Rainha das Selfies’, em 2013 Kim Kardashian deu que falar ao publicar uma foto em fato de banho. Tirada apenas alguns meses após dar à luz o seu primeiro filho, a socialite americana não deixou ninguém indiferente com a sua boa forma e atributos físicos. A imagem fez um grande sucesso na rede social Instagram, reunindo milhões de 'likes'.

Ashley Graham (2016)

Em 2016, a revista Sports Illustrated voltou a fazer história ao escolher a modelo plus size Ashley Graham para protagonizar uma das três capas da swimsuit edition. Na altura este foi um gesto aplaudido pelo público e um passo importante para a revista, que apostou na diversidade corporal e tentou romper com a ideia de que o biquíni é uma peça restrita a pessoas com determinado corpo e idade.

Tyra Banks (2019)

Passados 23 anos, Tyra Banks voltou a viajar até às Bahamas para protagonizar a sua terceira capa para a Sports Illustrated. A ex-modelo revelou à publicação norte-americana que aquilo que a motivou a aceitar este trabalho foi o facto de querer mostrar ao mundo que "a carreira de modelo não tem idade". "O meu corpo está diferente. O meu rabo está maior. Está tudo maior. Primeiro foi um pouco difícil. Mas depois da primeira foto pensei 'Eu consigo'", disse a ex-apresentadora de 45 anos sobre a sessão fotográfica da swimsuit edition de 2019.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.