Também conhecidas por pernettyas, as gaultherias são pequenos arbustos de folha persistente, de crescimento lento e com atraentes bagas de coloração intensa, que podem ser cor de rosa, roxas, vermelhas ou brancas. Estes seus frutos surgem em cachos e cada fruto contém numerosas sementes. Pequenas flores brancas ou rosadas em forma de sino aparecem na primavera. Originárias da América do Norte, são, todavia, ainda pouco conhecidas em Portugal.

As plantas do género Gaultheria começam a ser cada vez mais comuns nos nossos centros de jardinagem, dado serem plantas muito decorativas capazes de criar apontamentos muito bonitos nos jardins no outono e no inverno. Devem ser plantadas em locais sombrios e protegidos do sol da tarde. Os solos devem ser férteis e, preferencialmente, enriquecidos com substrato ácido para obter plantas mais bonitas, com folhas brilhantes e bagas mais atraentes.

Gaultheria. A planta que tem bagas coloridas durante todo o inverno

Estes arbustos toleram bem climas frios e geadas. As folhas, de um verde escuro, têm tendência a avermelhar com o frio no inverno. Por serem plantas baixas e de crescimento lento, são indicadas para criar bordaduras de canteiros e perfeitas para plantar em vasos a decorar pequenos terraços ou varandas. As gaultherias são plantas de exterior, mas, se desejar usá-las apenas para fins decorativos, dentro de casa, elas durarão mais tempo, mas com uma condição.

Tal só sucede, contudo, se forem colocadas em ambientes muito frescos. Se o período dentro de casa for relativamente curto, é possível que as plantas consigam recuperar quando forem replantadas no exterior. Necessitam de regas frequentes para manter o solo sempre húmido. Não suportam, no entanto, águas ou terrenos calcários, podendo resultar daí plantas amareladas e sem brilho. É muito importante adubá-las com fertilizantes para acidófilas.

A adubação deve ser feita com regularidade. Estas plantas são muito resistentes a pragas e doenças, mas convém ter os cuidados de precaução habituais. A reprodução é possível no fim do verão por meio de estacas de caules tenros ou semilenhosos. Os óleos essenciais que se extraem das suas folhas, que podem ser usados para combater dores reumáticas, luxações musculares, dores de cabeça, enxaquecas e febre, têm um efeito analgésico. Os frutos são comestíveis.

Gaultheria. A planta que tem bagas coloridas durante todo o inverno

Texto: Tiago Veloso (engenheiro florestal) e Luis Batista Gonçalves (edição digital)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.