ICCA quer implementar em cada município um plano de combate ao abuso e exploração sexual de menores

A presidente do Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), Zezinha Alfama, disse hoje que a instituição pretende implementar em cada município um plano de combate ao abuso e exploração sexual de menores.

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v80), quality = 80

créditos: Expresso das Ilhas

Zezinha Alfama fez esta declaração aos jornalistas, no âmbito da primeira reunião ordinária do Comité Pró-Crianças e Adolescentes, realizada na manhã de hoje, na Cidade da Praia.

A responsável pelo instituto salientou também que grande parte das câmaras municipais já reativaram o comité de luta contra este problema, que, segundo ela, se deve ao trabalho que a instituição (ICCA) tem feito, em dar a conhecer às entidades as estratégias do combate ao abuso e exploração sexual de menores.

Por outro lado, esta responsável adiantou que nos próximos três meses, o ICCA vai desenvolver ações voltadas para a capacitação, isto é, em primeiro lugar trabalhar com os comunicadores, jornalistas e trabalhadores de imagens e depois implementa-los nas ilhas do Sal, Maio e Santiago Norte.

“Já definimos os termos de referência e já estamos a trabalhar a questão da contratação dos formadores. Na segunda quinzena de Abril, vão acontecer as capacitações para comunicadores, professores e promotores populares que serão identificadas pelas câmaras municipais”, explicou.

O ICCA, em parceria com Ministério da Família e Inclusão Social, está a trabalhar para a implementação do Plano Nacional de Prevenção e Combate a Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes.

Comentários