Estudo: Instagram e Snapchat ganham terreno, Facebook perde popularidade

Um estudo realizado pela empresa americana eMarketer, publicado esta terça-feira, revela que os adolescentes e jovens adultos estão a migrar do Facebook para o Instagram e o Snapchat, atraídos pelo perfil mais visual destas redes sociais.
créditos: Pixabay

O número de "utilizadores mensais ativos" (que entram pelo menos uma vez por mês) do Facebook nos Estados Unidos, entre os 12 e 17 anos, vai "diminuir 3,4% em comparação com 2016, para 14,5 milhões", uma redução que " está a acelerar", pois a queda no ano passado foi de apenas 1,2%, aponta a eMarketer.

A diminuição observada entre os mais jovens "afunda" o crescimento do número total de utilizadores do Facebook, que se espera que aumente 2,4% e chegue aos 172,9 milhões de pessoas nos Estados Unidos.

Segundo a eMarketer, o Instagram - a plataforma para partilhar fotografias - e o serviço de mensagens Snapchat estão a beneficiar da falta de interesse na rede social de Mark Zuckerberg.

"Vemos os adolescentes e os jovens adultos a migrar para o Snapchat e o Instagram. Ambas as plataformas são bem-sucedidas porque estão mais em sintonia com a sua forma de comunicar, ou seja, com os conteúdos visuais", explica o analista Oscar Orozco, citado no estudo.

A pesquisa de mercado prevê também que a quantidade de utilizadores do Snapchat nos Estados Unidos crescerá 25,8%, atingindo os 79,2 milhões, um aumento impulsado pelos jovens entre os 18-24 anos, que deveriam aumentar para 24,4 milhões (+19,2% em relação ao ano passado).

Assim, "pela primeira vez" este ano, a eMarketer prevê que os adolescentes e jovens adultos (12-24 anos) estejam mais presentes no Snapchat do que no Facebook ou no Instagram.

Por sua vez, os utilizadores do Instagram vão aumentar 23,8% em 2017, atingindo os 85,5 milhões, dos quais 22,1 milhões terão entre 18 e 24 anos. Os menores de 12 anos aumentarão 19% e os que estão na faixa etária dos 12-17 anos aumentarão 8,8%, segundo a eMarketer.

Comentários