Não permita que o comportamento dos outros tire a sua paz

“Não permita que o comportamento dos outros tire a sua paz.” – Dalai Lama

Comportamento e paz

créditos: Foto via Pixabay

Isto é uma das coisas mais difíceis de se fazer a nível de comportamento.  Saber filtrar a energia dos outros e não deixar que o seu comportamento, atitudes e nem comentários altere a nossa própria atitude, emoções e o nosso modo de viver.

Penso que, por sermos como somos, sempre a interagir uns com os outros, é daquelas coisas que nunca podemos controlar a 100 por cento.

No entanto é fundamental dominarmos o nosso “eu”, as nossas convicções e os nossos ideais para não sermos influenciáveis a ponto de nos deixar afectar pelo comportamento dos outros.

O que quero dizer exactamente é que devemos aprender a não deixar que comportamentos e comentários negativos e maldosos nos desanimem.

Durante a nossa vida iremos conhecer todo o tipo de gente e aprendemos com o tempo a saber lidar com cada um.

É muito difícil mas a idade e a experiência ajudam-nos a colocar cada um no seu devido lugar e afirmarmo-nos como pessoa.  Há comentários negativos que ainda me afectam e claro que vão haver mais.

A vida é mesmo assim.  Há pessoas que não sabem fazer outra coisa senão tentar diminuir a auto-estima, felicidade e alegria dos outros.

Irá sempre haver pessoas para nos desencorajar e nos fazer acreditar que não somos capazes, que não fazemos o suficiente.  Focar nos nossos objectivos e saber quem de facto somos é essencial para ignorar e não dar valor ao que visa nos destabilizar.

Por sermos seres pensantes, emotivos, é normal a nossa reacção quando nos dizem ou fazem algo que não nos cai bem.

Pode ser algo rude, grosseiro, um comentário negativo, pejorativo e é normal a nossa reacção por vezes ser de ficarmos tristes, frustrados e com dúvidas sobre as nossas capacidades.  Isso acontece muito quando estamos a tentar provar algo para os outros.

Acontece mais ainda quando dependemos muito da opinião e aprovação dos outros para sermos felizes.  Vemos isso diariamente nas redes sociais.  Quase todos nós experienciamos isso.

A regra número 1 para ajudar-me a não depender tanto da opinião e das atitudes dos outros é focar mais em mim mesma e nos meus ideais.  A partir do momento em que eu sei quem eu realmente sou e tiver a certeza de que estou a dar o meu melhor pouco me interessa se os outros irão aprovar.

Não domino de todo o que digo e escrevo.  Vou aprendendo, um dia de cada vez.  As vezes deparo comigo mesma preocupada demais com o que os outros vão pensar, nas suas atitudes e esqueço que não se pode agradar a Gregos e a Troianos, por isso, noutras vezes digo à mim mesma que não vale a pena tanta preocupação.

As pessoas são muito diferentes umas das outras e o meu conselho é que não mudem a vossa maneira de ser por ninguém e nem por nenhuma circunstância.

Com certeza que temos que nos adaptar, afinal vivemos em sociedade e a nossa realidade está constantemente em mudança.  No entanto devemos manter a nossa essência e os nossos valores.

O comportamento dos outros será sempre deles, o nosso será sempre o nosso, e é no nosso que reside o poder de conseguirmos controlar-nos em situações de stress, de ansiedade, de sofrimento e de discussões.

Saber manter a calma e a paz interior é um exercício extremamente difícil mas vale a pena sempre abordar o assunto.

Termos mais controle sobre nós próprios e não deixar os ruídos de fora destabilizar-nos exige muita prática mas é crucial para o nosso bem-estar.

Bjs,
Mónica

Foto via Pixabay

Veja mais no site Nuria Natural

artigo do parceiro:

Comentários