Respirar com atitude ajuda a criar padrões de positivismo

Método desenvolvido nos EUA reforça a capacidade da mente face a situações adversas. Um dos especialistas que o defende já passou por Lisboa.

E se a solução para alguns dos seus problemas estivesse na forma como respira? Esta é, pelo menos, a teoria dos subscritores de uma nova técnica desenvolvida pelo Instituto HeartMath, nos Estados Unidos da América, para criar padrões de positivismo. No livro «O Ponto de Viragem», Gregg Braden, um dos seus defensores, apresenta-a como uma forma de desenvolver a capacidade para superar as adversidades, a resiliência.

Em maio de 2015, o autor esteve em Lisboa para uma conferência sobre o tema. Estas são as três regras que o especialista preconiza:

1. Reconheça o que quer mudar

Essa é a primeira ação a empreender. A mudança pode incidir sobre qualquer coisa que o perturbe, como uma situação ou um problema que lhe desperte tristeza, ansiedade, autocrítica ou desajustamento. Só depois dessa identificação, poderá focar-se na mudança de que necessita. Quando o descobrir, respire fundo.

2. Pense numa atitude positiva oposta a essa

Este é outro dos trabalhos a fazer. Por exemplo, para a tristeza, para a ingratidão e para a ansiedade, pense em conceitos como a alegria e a serenidade. Inspire calmamente enquanto pensa nessa atitude, como se inspirasse pelo coração. Repita até conseguir ancorar em si esse novo sentimento.

3. Mentalize-se enquanto respira

Ao mesmo tempo que pratica o passo anterior, diga a si mesmo para diminuir o drama do sentimento negativo. Repita o exercício durante alguns minutos sempre que precisar.

Para conhecer os sete passos que o vão ajudar a libertar-se do que mais o incomoda na sua vida, clique aqui.

artigo do parceiro:

Comentários