Vem aí a segunda temporada do reality show “Casa do Líder”

Os castings já se encontram abertos e os selecionados para entrar na casa serão escolhidos por uma equipa formada por psicólogos, sociólogos e outros profissionais.
créditos: SAPO

Aconteceu na tarde desta terça-feira, 16, a apresentação pública da 2ª temporada do reality show “Casa do Líder”. A estreia da primeira temporada do programa aconteceu em julho de 2013 e segundo os promotores esta foi um sucesso “com mais de mil e setecentas horas de difusão em HD e mais de 2 milhões de total reach, só na página do Facebook”.

O reality show, promovido pela Green Studio, está de volta, quatro anos depois, para uma segunda temporada concentrada “numa vertente de entretenimento,  mas focando não só a parte lúdica como também grandes incursões pedagógicas e educativas”respeitando o conceito base do programa.

“Casa do Líder” terá a duração de dez semanas e cinco meios de difusão: MuzikaTV, TCV (com programas diários e gala semanal), My Unitel APP, o site oficial e a página oficial do programa no Facebook.

A 2ª temporada do reality show já tem casting aberto e está à procura de 12 pessoas – entre anónimos e famosos – para entrarem na casa mais famosa do país, desafiando as suas capacidades de liderança, sem qualquer contacto com o mundo exterior.

Os castings arrancaram hoje e segundo Saulo Montrond, da Green Studio, já há candidatos inscritos.

Uma das grandes novidades desta edição é a internacionalização que estrangeiros também concorram. Os castings estão abertos também a angolanos, portugueses e moçambicanos.

As candidaturas decorrem no site do reality show e podem ser submetidas até o dia 25 de junho.

O candidato deve respeitar os “Requisitos de Participação” tais como ter pelo menos 18 anos e  estar em excelente estado de saúde física e mental, entre outros pontos.

É pedido ao candidato que faça um vídeo com uma apresentação onde explica as motivações para participar no programa e porque deve ser selecionado; que envie uma foto atual e que preencha o formulário online.

Este ano o programa conta com a parceria da ECOKAYA, empresa da moçambicana Tânia Tomé que esteve recentemente em Cabo Verde aquando da primeira edição do TEDx Praia. “Connosco irá garantir o sucesso das emissões em Moçambique assim como tentar junto deles atingir a diáspora moçambicana”, explicou Saulo Montrond que garantiu igualmente que estão a ser ultimadas as negociações com parceiros também em Angola e Portugal.

“A casa será ainda melhor…”

Saulo Montrond explicou ainda que nesta edição o programa quer inovar e proporcionar aos candidatos selecionados “uma casa ainda melhor, mais bonita, onde todos vão querer estar. Uma casa maior, com todas as condições”. Esclareceu que a casa já está definida e identificada mas que essa informação, mais detalhada, será avançada mais tarde.

O reality show deverá arrancar no final do mês de julho e os 12 concorrentes que irão entrar na casa só serão conhecidos no primeiro dia do programa.

“Casa do Líder” tem, esta edição a Unitel T+ como patrocinador oficial, empresa que se fez representar por Aleida Monteiro. “Esta parceria deve-se a uma nova aposta da empresa nos conteúdos. Nós estamos no mundo do entretenimento então queremos fazer parte da vida dos cabo-verdianos e proporcionar-lhes muito mais do que só telecomunicações”, acrescentou.

O eleito “líder” levará para casa um prémio final de mil contos e ainda “um plafond de até 500 contos a ser liberado caso o mesmo seja capaz de apresentar para financiamento e desenvolvimento de um projeto social com impacto na sua comunidade, num dos quatros domínios: Pobreza, Saúde física ou Mental, Educação ou Ambiente”, explica a organização.

Comentários