Família portuguesa largou tudo para mostrar o mundo aos filhos

Um casal português decidiu deixar a estabilidade dos empregos para viajar pelo mundo, durante 8 meses, com os três filhos menores. A aventura é agora contada no livro “A Viagem” e o Sapo Lifestyle falou com a família que nos confessou que uma das maiores lições que retiraram desta experiência é que “as coisas simples da vida são as melhores”.

André Carvalho, 39 anos e ex-profissional na área de Marketing e digital (trabalhou na TVI e na IOL), e Carolina Quina, 32 anos, que trabalhou na TVI durante 8 anos, tomaram a decisão das suas vidas: despediram-se dos empregos e deixaram a casa para viver uma experiência única. Viajar durante 8 meses, onde passaram sobretudo pela Ásia e Oceânia, com os três filhos menores: Leonor (8 anos), Pedro (5 anos) e o bebé André Maria, de 17 meses.

Carolina foi a principal impulsionadora da viagem e, para além de mãe, envergou as vestes de professora e fotógrafa de serviço ao longo desta experiência. A aventura foi sendo documentada num blog, nas redes sociais e agora surge no livro “A Viagem” (Livros Horizonte), onde contam na primeira pessoa como foi antes de partirem, o decorrer da viagem e o regresso a casa.

O SAPO Lifestyle falou com o casal e desde logo impôs-se a pergunta: Porque é que decidiram largar tudo e fazer esta viagem? “Acima de tudo, porque queríamos ver os nossos filhos a crescer. Como quase todas as pessoas, víamos os nossos filhos duas horas por dia, ao final do dia, quando já estão cansados e queríamos parar por um momento e estar com os nossos filhos, o dia todo, durante muito tempo. Para além disso, sonhávamos em viajar e conhecer o mundo. Era um sonho que tínhamos: parar e simplesmente viajar em família”.

Apesar de, para o casal, a decisão parecer fácil, a família e os amigos tiveram reações divergentes. “Houve quem tivesse ficado muito feliz pelo que queríamos fazer. Houve quem tivesse muitas dúvidas. A família mais próxima ficou um pouco apreensiva e desgostosa. Não sabiam como é que iam ficar sem nos ver durante tanto tempo”, contam.

Leonor, Pedro e André Maria, os filhos, tiveram uma participação ativa na criação do livro, escrevendo alguns dos textos e colorindo as páginas com muitos desenhos. Mas antes de partirem nesta aventura, “era apenas uma viagem com os pais”. Só agora no regresso, e depois de voltarem às rotinas, “é que sentimos que eles começam a perceber que tiveram uma experiência pouco usual no país em que vivem”, acrescenta o casal.

A viagem foi planeada antes da partida, com os destinos pré-definidos e que incluíram Tailândia, Austrália, Tasmânia, Nova Zelândia, Bali, Vietname, Hong Kong, Macau, China e Japão. Mas fazer malas para uma família de cinco acabou por se revelar “o único erro”: “Não sabíamos o que pôr numa mala para oito meses e acabamos por levar coisas a mais. No fundo, o que levamos era o que ainda nos ligava à nossa vida aqui. Por isso, em vez de irmos viajar com meia dúzia de coisas, levámos muita coisa. Uma mala e uma mochila para cada um, exceto para o André bebé”.

Comentários