Destino Cá Dentro: Carriçal de São Nicolau

Carriçal é agreste à primeira vista, mas esta localidade, situada no sudeste da ilha de São Nicolau, é rica em vida e história. Na sua baía nadam baleias e nas suas praias de areia negra as tartarugas desovam todos os anos.
créditos: Revista Sempre Viva

Para lá chegar utilize um veículo 4x4. A maior parte da viagem de 42 quilómetros dura 1 hora, e é feita numa estrada de terra batida, íngreme e estreita, entre picos e vales profundos. Uma aventura cujo prémio compensa.

Na Baía de São Jorge as baleias até hoje vêm descansar na Primavera, sobretudo entre abril e maio. Um espetáculo soberbo, que se pode desfrutar à vista desarmada ou através de um binóculo. Longe vão os dias em que eram capturadas.

Nos séculos XIX e XX, a sua carne era limpa e salgada nas estações de tratamento de Barreiro e Garça e depois armazenada em bidões que seguiam para os Estados Unidos, nos veleiros que acostavam em Carriçal.

Muitos homens foram recrutados para a pesca da baleia. Eram escolhidos os mais fortes, como André Pedro Morais e Silvestre Dionísio Silva, bisavôs do atual presidente da Câmara Municipal de Ribeira Brava (Pedro Morais), para serem Trancadores (lançadores de arpão).

Histórias que Pedro Morais quer que os turistas oiçam quando fizerem o mesmo percurso que os sanicolauenses fizeram para chegar às praias de onde partiam, usando os mesmos caminhos vicinais e o mesmo meio de transporte da época: os burros. É o projeto Caminho da Baleia.

Carriçal também é local de desova de Tartarugas. Sidney, 32 anos, um surdo-mudo de nascença faz tudo por elas. Vigia, cuida dos ninhos e afasta os inimigos, sejam pessoas ou animais. Pelas suas contas, já cuidou de 103 ninhos e salvou 5. 268 filhotes.

Além de peixe, em Carriçal pode comer polvo, caranguejo, percebes, lapa e lagosta, o preferido dos turistas, que chegam nos seus iates e ficam até cerca de duas semanas para também explorar as montanhas da região.

Não há pensões. Por isso, garanta transporte para o regresso a Ribeira Brava. Se preferir, garanta dormida e comida em casas de família, como a do senhor Djodje, por uma quantia modesta. Assim poderá desfrutar do magnífico pôr-do-sol que, ao fim da tarde, embeleza a Baía de S. Jorge...

artigo do parceiro:

Comentários