Numerologia: Dezembro de 2017

A análise numerológica do mês, regido pelo número 4

Regente Numerológico – 22:4

Dados numerológicos do mês:
- Vibração Universal do ano 2017: 1
- Dezembro: 12º mês do ano
- Vibração Universal de Dezembro 2017: 22:4

Chegámos ao último mês do ano. É tempo de balanço e de introspeção. Tempo de celebrar e tempo de avaliar todo o trabalho feito, dentro e fora de nós, mas sobretudo dentro, no nosso interior, no mais recôndito lugar do nosso ser. É tempo de avaliar e reconhecer os fracassos, os êxitos, as quedas… os muros que derrubámos e as pontes que construímos.
É tempo de agradecer e de deixar ir o que está pronto para ser libertado, tal como as folhas secas que generosamente se desprendem das árvores, dando um colorido especial a esta estação que em breve chegará ao fim.
Este é um mês que prepara a transição da energia anual em que 2017 e o seu poderoso Número regente 1, dará lugar à regência do 11 em 2018.
Sendo Dezembro, na sua essência, um mês 22:4, sabemos de antemão que a sua proposta assenta na criação, recriação ou restauração de uma sólida e estruturada base interna, a partir da qual poderemos trabalhar em 2018, com maior segurança e confiança em nós.
É importante adotar algumas regras essenciais e harmoniosas, para que o que quer que tenhamos de criar, desenvolver ou terminar em 2018, seja mais efetivo e coerente.
Quanto mais nos prepararmos a nível interno, melhor lidaremos com os desafios que estão à nossa frente – e serão muitos!
Este é um tempo de deitar fora tudo o que julgamos saber, tudo o que a nossa mente aceita como certo e seguro, tudo o que nos contaram e venderam… é tempo de reaprender, pelo que precisaremos que todas as nossas funções essenciais funcionem o melhor possível.
Precisaremos de nos reinventar, pois 2018 e 2019, serão anos desafiantes, intensos, complexos e que não nos darão tréguas. Os tempos que se avizinham não são tempos para descansar, mas sim para nos entregarmos ao nosso próprio crescimento e ao desenvolvimento e aumento da nossa consciência planetária, da nossa consciência enquanto humanos, homens e mulheres que terão de assumir o seu papel de guardiões e guardiãs da Natureza.
Assim, este mês pede que demos início desde já a trabalhar a nossa estabilidade interna, ao mesmo tempo que afinamos a nossa sensibilidade, a nossa intuição, a nossa clarividência e o nosso poder de curar dentro e fora de nós.
É hora de resgatar velhas cumplicidades e de reatar antigas relações, que surgem para trabalhar em equipa em prol de um mundo melhor.
A colaboração e cooperação entre relações do passado (vidas passadas) são inegáveis. Muitas pessoas se reconhecem, e mesmo que não consigam apontar nada de muito concreto, sempre haverá o sentimento que as une e que não passa despercebido. Um olhar, uma frase, um gesto que provoca um arrepio, uma espécie de confirmação interior.
Existe uma sensação forte e ao mesmo tempo estranha de que podemos confiar em determinada pessoa, ainda que tenhamos a certeza de nunca a ter visto antes e além disso, inexplicavelmente (risos), sabemos ou conhecemos as suas motivações mais profundas. É como se lhe lêssemos o coração. Claro que o contrário também sucede.
Evidentemente, deveremos continuar a ser cautelosos e para termos a “certeza” que podemos confiar, temos que ter feito previamente um enorme trabalho connosco, pois de contrário, poderíamos sofrer algum contratempo. O nosso discernimento e cautela nestes casos são preciosos, são verdadeiros tesouros.
Estas relações (de todo o tipo) estão a surgir um pouco por toda a parte e devem ser analisadas com reserva e isenção. As verdadeiras alianças entre almas rapidamente se salientarão e os envolvidos saberão que é o tempo de avançar, para em conjunto delinear novas soluções que aos poucos irão espalhando sementes de cura e harmonia para os próximos tempos.
Não deixemos pois passar esta oportunidade!
Este mês celebramos o Solstício de Inverno (21/12/2017) e a Lua Cheia já no próximo dia 3, um dia particularmente interessante do ponto de vista numerológico, já que é regido pelo Número 7, um dos mais intensos e mágicos números que nos devolvem a possibilidade de mergulhar profundamente em nós.
Será um excelente dia para meditar e para nos mantermos firmes, assentes nas duas pernas, sem vacilar, pois o mergulho será muito, muito profundo, indo às raízes das nossas memórias antigas, tocando em mundos que há muito julgávamos esquecidos e em alguns casos, até, em mundos que nunca ponderámos pudessem de facto existir.
Eva Veigas

Numeróloga Transpessoal
evaveigas@sapo.pt
http://evaeleven.blogs.sapo.pt

artigo do parceiro:

O que procura?

Comentários