São Valentim: Casal com três décadas de união diz que para uma relação ser duradoura “é preciso igualar ambos os lados”

Isabel Tavares e Manuel Moreno comemoram mais um São Valentim com 30 anos de união e seis de casado e afirmam que para uma relação ser “duradoura e invencível” é preciso igualar ambos os lados.

Em declarações à Inforpress, o par não esconde a sua satisfação de estar junto sempre e a partilhar os seus conhecimentos e ensinamentos para os mais jovens que tencionam construir um relacionamento estável.

“Para um casal conseguir manter uma união é preciso que seja capaz de compreender o outro, e, muitas vezes, “dar o braço a torcer” mesmo estando certo, para evitar estrago maior, só assim consegue manter um casamento”, indica Isabel Tavares.

O casal residente em Achada Grande Frente, Cidade da Praia, com sete filhos e um neto, conta que, muitas vezes, já passou por dificuldades, “como é normal em qualquer relacionamento”, mas que sempre contornou a situação levando em conta os ensinamentos de Deus.

“Saber perdoar, mostrar insatisfação por algo que não concorda, em vez de ficar chateada e entediada dentro de casa, ser claro com o parceiro/a, inovar, agradar e amar, são pequenos detalhes que são desvalorizados pela sociedade, mas que sustenta uma união”, explica Isabel Tavares.

Questionado sobre a importância do amor no “relacionamento duradouro”, Isabel Tavares responde que o amor é importante sim, mas que “é necessário levar em conta outras virtudes e, principalmente, não deixar a relação cair na rotina”.

Por seu lado, Manuel Moreno enaltece o casamento/união estável e aconselha outros casais a terem força, esperança e amor com seu companheiro (a) para que possa haver um casamento feliz.

Manuel Moreno realça que é importante haver harmonia entre as partes e ajudar sempre com as responsabilidades em casa e nas dificuldades do dia-a-dia.

Entretanto, para assinalar o dia dos namorados que, para o casal, simboliza amizade e reconhecimento do amor que sentem um pelo outro, Isabel Tavares e Manuel Moreno vão jantar à luz de velas no próprio lar.

Segundo a lenda, o Dia dos Namorados está relacionado com a morte do imperador Cláudio II e, como a sua execução ocorreu no dia 14 de Fevereiro, a data ficou assim conhecida como dia de São Valentim, o padroeiro do namoro, noivado e casamento.

 São Valentim: Casal com três décadas de união diz que para uma relação ser duradoura “é preciso igualar ambos os lados”
créditos: Inforpress

Comentários