São três jovens mulheres e ambição e perseverança não lhes falta. Querem chamar a atenção para questões como igualdade de género e o empoderamento feminino na sociedade cabo-verdiana. Aspiram ajudar a mudar mentalidades. Ekvity dos Santos, Evódia Graça e Sandra Lima são as embaixadoras e fundadoras do projeto Womenise.it

Apesar de já se conhecerem a nível profissional, o despertar para este projeto surgiu durante um evento de networking, em Setembro deste ano, onde Ekvity dos Santos e Sandra Lima chegaram à conclusão da necessidade de se criar um projeto mais focado para a mulher cabo-verdiana.

“Um espaço aonde pudéssemos partilhar não só as nossas experiências do dia-a-dia, mas também profissionais, trabalhar a autoestima da mulher e o empoderamento em várias vertentes. Daí surgiu esta ideia”, explica a jornalista e apresentadora Ekvity dos Santos.

Já Sandra Lima destaca a importância de se trabalhar a autoestima feminina. “Não é que as cabo-verdianas não têm autoestima, mas precisam de mais. Infelizmente, a mulher continua a ser vista como um elemento mais fraco”.

Evódia Graça, que é coordenadora Nacional de Comunicação das Aldeias Infantis SOS Cabo Verde, juntou-se ao projeto mais tarde mas foi a autora do nome “Womenise.it”, que agrega conceitos como “mulher”, “humanidade” e “upgrade”, no sentido de empoderamento.

As três quiseram também tirar partido das suas valências já que todas estão ligadas à área de comunicação e realçam que o fato de serem jovens não é uma desvantagem. “Precisamos é de ter as pessoas certas no nosso projeto”, assevera Sandra Lima, coordenadora do Curso de Relações Públicas e Secretariado Executivo da UNICV, e explica que é neste contexto que surgem as consultoras e conselheiras/mentoras, das mais diversas áreas, do Womenise.it.

Através de um futuro projeto de mentoria e de um programa de desenvolvimento de competências, que passa por uma série de atividades como workshops, tertúlias, meeting points, etc., as embaixadoras “Womenise.it” pretendem capacitar as mulheres cabo-verdianas.

“Estamos um pouco focadas no trabalho, no nosso dia-a-dia e na família e o desenvolvimento intelectual, que os homens vão arranjando forma de o fazer, nem sempre é feito quando falamos das mulheres”, explica Evódia Graça e defende, por isso, a necessidade da aposta na capacitação, principalmente para as mulheres mais jovens e recém-licenciadas.

“Este não é um projeto feminista, no sentido radical da palavra, mas estamos aqui para mostrar que somos capazes, sem tirar o mérito dos homens”, garante Ekvity dos Santos. Até porque um dos objetivos do “Womenise.it” é sensibilizar para a igualdade de oportunidades e a equidade entre ambos os sexos.

Lançamento na capital

A apresentação ao grande público deste projeto acontece no domingo, dia 20, no espaço XPTO, na Praia. O evento conta com um leque de atividades como: um desfile de moda da criadora Honorine Silva, a apresentação das modelos do projeto Plus Size, um bazar para compra, troca e doação de artigos usados, a atuação do músico Remna Schwarz e ainda um espaço reservado para networking e debate.

Para arcar com os custos do lançamento, as embaixadoras optaram por colocar a entrada paga por um preço de 500 escudos.

Planos para 2016

Para o próximo ano as embaixadoras do projeto têm uma mão cheia de planos. O primeiro trimestre será dedicado à apresentação do “Womenise.it”, principalmente às conselheiras e mentoras.

Em janeiro, ambicionam fazer uma flashmob (uma aglomeração instantânea de pessoas num determinado lugar para realizar uma determinada ação) feminina.

Em março, mês da Mulher, pretendem fazer o primeiro “Womenise.it” Summit (cimeira) e trazer algumas mulheres africanas de destaque para o evento. Evódia Graça adianta ainda que uma das conselheiras do projeto é a primeira-dama de Cabo Verde, Lígia Fonseca, que poderá apoiar nesta questão.

O programa de desenvolvimento de competências e de capacitação deverá ser iniciado em abril.

Ao longo do ano, pretendem fazer encontros e outras atividades para partilha de ideias onde a “mulher vai estar em primeiro plano”.

Para já, o “Womenise.it” acaba por estar mais centrado na cidade da Praia, pelo menos até que o projeto tenha pernas para andar. “Temos o objetivo de, futuramente, apresentar o “Womenise.it” de Santo Antão à Brava”, esclarece Sandra Lima.

Mais para o final do ano, está nos planos das fundadoras fazer um retiro “Womenise.it”.

O contacto com as embaixadoras pode ser feito através da página de Facebook ou via email: womenise.it@gmail.com

_________________________________________________________________________________

ARTIGO ATUALIZADO NO DIA 19 DE DEZEMBRO