A discussão não será tão antiga como a eterna parábola sobre quem nasceu primeiro, se o ovo ou a galinha. Não obstante, a demanda sobre a solução definitiva a propósito do lado certo para se descascar a banana, tem barbas e muita tinta fará ainda correr.

Não foi na busca de uma solução para este imbróglio alimentar o que levou, certo dia, o holandês Stephan Brusche a dedicar muitas das suas horas vagas às bananas.

Tudo tem um início (o que não exclui, naturalmente, o ovo e a galinha) e no caso deste habitante dos Países Baixos, a vocação para o desenho e escultura em bananas, deu-se num dia de tédio.

A Stephan, faltavam-lhe ideias para publicar na sua página de Instagram. Da falta de ideias até à fruteira de sua casa, foram uns quantos passos e o caminho aberto para o sucesso na rede social.

Com a primeira foto publicada, um singelo rosto sorridente, desenhado numa banana, o holandês angariou simpatias. E não mais parou.

Atualmente Stephan Brusche conta com centenas de publicações no Instagram, nunca se cansando de sublinhar “o quão agradável é desenhar na casca de banana, encontrando-lhe personagens, cenários e histórias, a partir da forma do fruto da bananeira”.

Ao holandês, chega-lhe a inspiração a partir de símbolos da cultura Pop, de episódios banais do seu quotidiano, até mesmo de episódios bíblicos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.