De nome artístico Shawtydopee, Ivanilde “Vanyaa” Semedo é uma jovem praiense apaixonada pela poesia. Há cerca de 8 anos, depois de ter completado o 9º ano de escolaridade na capital, mudou-se com a família para os Estados Unidos da América, país onde tem se dedicado à poesia e à cultura cabo-verdiana, bem como aos estudos.

Escreve poemas desde criança, mas só este ano resolveu partilhá-los com o público. “Quando andava na escola, em Cabo Verde, fazia poesia, declamava alguns em palestras, mas não os partilhava muito com o público. Nos Estados Unidos, participei no livro “Slam Poetry”, onde tive bom feedback”.

“Os meus professores sempre me incentivaram a escrever e tenho pensado no assunto. Por agora, escrevo poemas sobre diversos temas que afligem a nossa comunidade com o objetivo de ajudar os outros”.

Conta que na gaveta já tem poemas que davam para escrever um livro.

Vanyaa é também Youtuber e desde agosto deste ano tem um canal denominado “Shawtydopee official” onde partilha com os internautas vídeos onde declama poesia. “Já tenho 7 poemas de temas diferentes. Tento abordar problemas do dia-a-dia da nossa comunidade dentro e fora do país”.

A dança e a música são outras das suas paixões e revela que gostaria de integrar os seus poemas na música. “Adoro muito a música e a dança contemporânea. Quero usar as minhas rimas no Rap, um estilo de música que aprecio muito. O meu objetivo é usar o meu talento para divulgar a comunidade cabo-verdiana e ajudar os outros”.

No que diz respeito aos estudos, a jovem revela que está no terceiro ano de um curso na área de Biologia.

Recentemente, a descoberta de um cancro, levou-a a fazer uma pausa nos estudos para tratar da doença. “Já há algum tempo que tenho alguns problemas de saúde, mas mantenho-me forte. Este ano descobri o princípio de um cancro. Estou a passar por um tratamento doloroso, mas sempre com o pensamento e energia positivos”.

Em outubro, Vanyaa foi uma das integrantes do videoclip "No Cancer" da cantora cabo-verdiana Neuza.

“Nunca gostei de ficar parada e agora dedico-me mais à poesia, faço eventos, (…) tudo ligado à cultura cabo-verdiana fora do país porque acredito muito no nosso talento”.

Inclusive, já realizou eventos para apoiar instituições com a Safende Tudohora e Criolas Contra Câncer. “(Estas iniciativas) fazem-me sentir bem”.

A jovem pretendia realizar um evento em Cabo Verde, em dezembro, para divulgar o seu trabalho, mas, por motivo de doença, teve de adiar os planos. “O meu objetivo maior é regressar a Cabo Verde e ajudar a minha comunidade”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.