Em nota de imprensa enviada à Inforpress, a embaixadora da WIA para Cabo Verde salientou que a Fundação é uma iniciativa que visa apoiar as mulheres africanas na economia por meio de programas específicos, acrescentando que actualmente a mesma executa três programas.

Elaine da Graça informou que o projecto WIA 54 identifica e selecciona cada ano, 54 mulheres empreendedoras do continente africando que se junta a um ‘bootcamp’ e participa no Summit WIA, em Marrocos.

"As mulheres são a força motriz das economias africanas e mudarão positivamente o futuro do continente. Apoiá-las e promovê-las é um investimento win win e sustentável para as economias africanas e internacionais".
Segundo a embaixadora, a  WIA Philanthropy Foundation iniciou o projecto WIA 54, para mulheres empreendedoras africanas com um forte potencial para moldar a África do amanhã. A cada ano, o Prêmio WIA 54 reconhece 54 mulheres empreendedoras de cada um dos 54 países africanos, pode ler-se na nota.

As 54 empreendedoras seleccionadas beneficiam de um convite para a Annual Summit WIA em Marrakesh, Marrocos, acesso a um ‘bootcamp’ de capacitação de dois dias antes do summit, e tutoria por um ano de grandes empresas dependendo dos financiamentos e patrocinadores.

As mesmas serão ainda contempladas com bolsas de estudo e terão acesso ao WIA Club, o primeiro clube internacional de mulheres empreendedoras do continente.

As empresas ou potenciais iniciativas mais inovadoras e de alto crescimento, com tração já comprovada podem candidatar-se baseando nos critérios de inscrição, que indica que o produto, serviço ou tecnologia inovadora foi criado e gerido por uma cidadã africana e ter um forte impacto humano.

O mesmo tem que já estar no mercado, apresentar modelo de negócios comprovado e com escalabilidade, ter grande potencial de crescimento no próprio país, na África e no mundo e ser constituída por equipa “ambiciosa” e com habilidades de execução profunda.

Lançada em 2017, a Iniciativa Mulheres na África (WIA) é uma plataforma internacional para o desenvolvimento económico e o apoio às líderes africanas e com alto potencial.

A sua Fundação (Filantropia para Mulheres na África) visa acelerar as iniciativas empresariais das mulheres africanas através da criação de redes de visibilidade internacional em larga escala e do suporte tanto digital quanto personalizados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.