Ser fluente em outras línguas já se tornou um item obrigatório em qualquer currículo e, dependendo da empresa a que se está a candidatar, as possibilidades de ter que passar por uma entrevista em inglês são enormes! A verdade é que, mesmo fluente, a pressão e o nervosismo durante a entrevista podem atrapalhar e fazer com que perca a vaga. Então o que pode e deve fazer para se sair bem numa entrevista em inglês?

Antes da entrevista:

1. Não se candidate a vagas que peçam nível de inglês mais elevado que o seu

O anúncio pede um inglês fluente e o seu é intermediário? O melhor é continuar a praticar e estudar até poder se candidatar a uma oportunidade semelhante. As suas possibilidades só serão reais se o seu nível de inglês estiver de acordo com as expectativas da empresa. E mesmo que consiga se preparar muito bem para a entrevista e conseguir o trabalho, com certeza não vai querer fazer má figura à frente dos clientes quando tiver reuniões ou conference calls.

2. Faça algumas aulas de conversação focadas na futura entrevista

As aulas precisam ser individuais e formuladas para as suas necessidades, por isso são mais proveitosas se feitas com uma professora particular ou numa escola que disponibilize esse tipo de serviço. O ideal é que consiga explicar exatamente o que precisa praticar, e em que nível. Mesmo quando já sabe falar muito bem a língua, há que pensar na questão do vocabulário que por vezes pode ser muito específico.

3. Atualize-se em inglês sobre as notícias relacionadas com a área da empresa

Falar sobre atualidades da área em que trabalha também é um clássico das entrevistas de emprego, tanto em português como em inglês. Para a etapa na língua estrangeira, prepare-se ao ler notícias em sites americanos, ingleses, canadianos, australianos – ou seja, de países em que o inglês seja a língua-mãe. Ver vídeos sobre essas notícias também ajuda bastante, pois treina os ouvidos para o inglês e pode enriquecer o seu vocabulário.

4. Estude sobre a empresa

Esta serve para qualquer entrevista de emprego, em qualquer idioma. É uma espécie de must have das entrevistas, porque o entrevistador vai querer saber sobre si mas perceber porque gostaria de trabalhar na empresa em questão. Se for uma multinacional, procure no site em inglês da empresa dados sobre o cargo que pretende ocupar e anote o vocabulário usado ali.

5. Treine os falsos cognatos

Falsos cognatos são aquelas palavras muito parecidas em português e em inglês, mas cujos significados não têm nada a ver quando traduzidas.

Conheça as cinco a que deve ficar mais atento:

– actually = na verdade/de facto (não “atualmente”)

– anticipate = prever (não “antecipar”)

– college = faculdade (não “colégio”)

– lecture = palestra (não “leitura”)

– particular = específico/exato (não “particular”

Durante a entrevista:

6. Peça para o entrevistador repetir caso não tenha entendido

O entrevistador pode ser estrangeiro ou ter uma prática de inglês muito superior à sua, mesmo que o seu inglês seja fluente, E pode acontecer não entender algo que ele diga. Não tenha vergonha de dizer isso. Quantas vezes isso não acontece numa entrevista na sua língua mãe? Isso só mostra que está confortável e à vontade.

7. Fale no ritmo em que se sentir mais confortável

Falar inglês rápido não é sinónimo de ser mais fluente que a própria rainha Elizabeth. Muitas pessoas que falam o mesmo idioma falam-no em ritmos diferentes: umas mais rápido, outras mais devagar. O único conselho a destacar é: quanto mais devagar, mais tempo tem para pensar e não cometer erros.

8. Não traduza um pensamento em português diretamente para o inglês

Há muitas diferenças na construção das frases em inglês e em português: a ordem das palavras, as expressões, as preposições. Durante uma entrevista em inglês, procure não pensar em português. Você estudou e estuda para conseguir construir as suas ideias em inglês.

9. Mantenha a calma se se esquecer de alguma palavra

Todo a gente se pode esquecer como se diz uma palavra ou como se constrói uma ideia.  Não há problema nenhum em interromper um pouco a própria fala e refazer a frase que estava a dizer, para encaixar a palavra nova.

10. Se perceber que cometeu um erro, siga em frente

Disse uma palavra errada? Conjugou um verbo mal? Falhou na concordância? Tudo bem. Basta pedir desculpa, para mostrar como se apercebeu do erro e dizer da forma correta. Se achar que o erro não foi tão bizarro assim, continue falando como se nada tivesse acontecido. O entrevistador analisa o todo da entrevista e não irá eliminá-la por causa de um engano ou dois.