Segundo o chefe de departamento de veterinária da província, Teodoro de Almeida, o controlo da epidemia é resultado da campanha de vacinação animal realizada para conter o surto.

O técnico de saúde disse que o maior número de mortes foi registado de Janeiro a Abril, com 13 óbitos, tendo a cifra baixado para quatro entre Maio e Julho passados.

Teodoro de Almeida frisou que de Julho a Agosto foram notificados 675 casos de mordeduras, realçando que o número de pessoas mordidas também tem estado a baixar significativamente, com os apelos feitos para um maior controlo dos animais.

"Já tivemos registos alarmantes, tanto de mordeduras como de raiva, mas actualmente os indicadores apontam para uma grande redução", sublinhou o responsável.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.