Os dados foram avançados hoje à Inforpress, pelo diretor da Região Sanitária Santiago Norte (RSSN), João Baptista Semedo, tendo explicado que a campanha, que termina na terça-feira, 13, “não é porta a porta”, mas sim nos “postos fixos” das estruturas de saúde dos seis municípios da região Santiago Norte, que ficam abertas das 08:00 às 15:00.

Nesse sentido, apelou aos pais a procurarem um “posto fixo” nas estruturas de saúde a nível dos seis municípios da região (Santa Catarina, São Salvador do Mundo, São Lourenço dos Órgãos, Santa Cruz, São Miguel e Tarrafal), jardins e outros locais previamente comunicados de acordo com o calendário para vacinarem os seus filhos para que possam estar protegidos contra o sarampo e rubéola.

“Em Santiago Norte, o público-alvo (crianças dos 09 meses aos 04 anos 11 meses e 29 dias) é de 9.953 e a nossa meta é vacinar pelo menos 95%”, perspetivou o responsável de saúde.

A iniciativa enquadra-se numa ação a nível nacional, promovida pelo Ministério da Saúde e da Segurança Social, e o objetivo é interromper a circulação dos vírus causadores das duas doenças.

A campanha nacional de vacinação começou na quarta-feira e prolonga-se até o dia 13 e a meta, segundo os responsáveis, é eliminar o sarampo e a rubéola até 2020.

FM/CP