No mês de outubro, a ilha foi palco da primeira edição da semana do Bebe

No dia 08 de maio, o delegado de Saúde, Nilson Sanches, acalmou a população informando que a situação estava sob controlo, e aproveitou a ocasião para esclarecer que não houve realmente uma ruptura de stock, mas sim falta de alguns fármacos complementar, porque houve um pequeno pico da gripe que provocou a procura de medicamentos fora do habitual.

No mesmo sentido, adiantou que o problema de ligação condicionou a chegada dos medicamentos que se encontravam embalados e prontos para serem enviados para ilha, e quanto a situação do aumento de casos de gripe considerou ser normal por aquela altura do ano.

No dia 01 de outubro, a ilha foi palco do acto central da comemoração do Dia do Bebé sob o lema “Todos juntos pela primeira infância na luta contra a anemia”, acto que foi presidido pelo ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, que na sua comunicação afiançou que a taxa da prevalência de anemia, principalmente nas crianças, que se situa nos 43 por cento (%), não é “satisfatório”, porque o recomendado pela OMS é que esta taxa esteja abaixo dos 40%.

Conforme explicou aquele responsável pela pasta de Saúde , o País consegui diminuir de 76% para 43% a taxa de anemia nas crianças com menos de dois anos, e que o objectivo é conseguir estar abaixo dos 40%, com o engajamento de todos os parceiros.

Sintetizou que na luta para se ter uma sociedade próspera e com uma boa esperança de vida e com uma boa qualidade de vida é preciso trabalhar na base, primeiramente com bebés para que se possa sentir o impacto no futuro.

Ainda relacionado com as crianças, a ilha do Maio foi palco do acto central do seu dia internacional, que se assinalou a 01 de Junho, e na altura a presidente do Instituto Cabo-verdiano de Crianças e Adolescentes (ICCA), Maria Medina Silva, garantiu que a instituição está a trabalhar para que as crianças tenham uma melhor condição de vida em Cabo Verde.

Aquela representante defendeu na altura que o lugar das crianças é na família, razão pela qual o ICCA se tem esforçado, com apoio de todas instituições e representações em todas as ilhas, para garantir este direito a esta camada social.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.