Em plena epidemia de coronavírus, o medo do contágio faz com que os donos de animais domésticos tenham iniciativas que podem ser perigosas.

Há alguns dias nas redes sociais foram divulgadas imagens de cães com as patas queimadas por álcool em gel ou detergente.

Lavar-lhes as patas "com água e sabão ou champô para cães funciona muito bem", afirmou Christine Debove, da Ordem de veterinários da região de Paris.

Além disso, estes produtos "podem provocar irritações ao nível das mucosas e reações cutâneas" em cães e gatos que se lambem.

A veterinária recorda que lavar as patas dos cães com água e sabão após o passeio é "um gesto básico de higiene que deveríamos praticar sempre". "É suficientemente eficaz", acrescentou.

Também recomenda lavar as mãos com frequência depois de brincar com eles e evitar contactos muito próximos, como deixar que lambam as mãos ou o rosto.

Embora não exista nenhuma prova científica de que os animais transmitam a COVID-19, a academia de medicina francesa recomendou na semana passada que todos os donos apliquem os princípios básicos de precaução.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.