Arlindo do Rosário fez essas considerações no seu discurso de abertura do ateliê de restituição da avaliação da qualidade dos cuidados obstétricos, neonatais e infantis em Cabo Verde, realizada na cidade da Praia.

No evento, em que apresentou dados sobre a avaliação realizada nos hospitais centrais da Praia e Mindelo, nos hospitais regionais Santa Rita Vieira (Santa Catarina), João Morais (Santo Antão), Manuel Figueiras (Sal) e alguns centros de saúde, o governante avançou que dados indicam que a taxa de mortalidade infantil, que era de 20,3 por mil em 2014, passou para 13 por mil em 2018, atingindo a meta prevista em 2021.

“A mortalidade neonatal precoce de 10,8%/mil passou para 6,3%/mil, a taxa de mortalidade perinatal de 25% para 19,1%/mil e as taxas de cobertura pré-natal e de partos institucionais é de 98%, segundos últimos dados”, declarou o governante.

Na sua declaração, o ministro da Saúde indicou que os programas de imunização e de promoção do aleitamento materno são factores que têm vindo a contribuir para a redução da mortalidade na infância, enquanto a gravidez na adolescência manteve estável a volta dos 18%.

Perante estes dados, o governante afirmou que os desafios do país passam por continuar a reduzir as taxas de mortalidade infantil e materna e a mortalidade neonatal precoce.

Mesmo com melhoria do acesso a serviços de pré-natal e assistência ao parto, com cerca de 98% de mulheres a dar à luz em estabelecimentos de saúde, e sendo assistidos por profissionais habilitados, isso não bastará para se atingir os objectivos de redução da mortalidade materna e neonatal, realçou o ministro.

Para melhorar o sector, Arlindo do Rosário apontou a necessidade de se investigar todas as mortes maternas e infantis, a semelhança dos países que conseguiram reduzir drasticamente a mortalidade materna e infantil.

Face a isso, comprometeu-se que o país irá continuar a trabalhar para prover as estruturas com “mais recursos humanos, mais formação e mais tecnologias de saúde”, para melhorar o acesso e equidade na prestação de cuidados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.