Arlindo do Rosário fez essa afirmação quando convidado pelos jornalistas a falar da taxa de mortalidade em Cabo Verde por Covid-19.

O governante, que explicou a diferença entre a taxa de mortalidade e de letalidade, que varia em função do número de diagnosticado, avançou que a taxa de mortalidade no País é a volta de 1 por cento%, pelo que considerou que este número está fora do que é esperado.

“A maior parte das pessoas que faleceram devido a Covid-19, independentemente da idade, morreram devido a outras patologias, que acabaram por agravar o seu estado de saúde, como o caso das doenças pulmonares”, disse.

Sublinhou ainda que em Cabo Verde, quando as pessoas que contraíram o Covid-19 morrem por complicações das outras patologias é considerado como óbito por Covid-19, o que não acontece em outras paragens do mundo.

A doença por Covid-19, segundo disse, é muito mais que pulmonar, uma vez que, adiantou, interfere em todo o sistema de coagulação sanguínea e pode originar situação de trombose e insuficiência das paredes vasculares que cria condições para se desenvolver aneurisma.

Neste âmbito, alerta que os jovens não estão imunes e os convida a se protegerem para poderem prevenir da doença.

PC/JMV

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.