O número de mortes aumentou 23% face ao balanço anterior, enquanto que o número de casos positivos subiu para 38.168, mais 13% do que na quinta-feira.

Na quinta-feira, o número total de mortes relacionadas tinha aumentado 569 para 2.921, e o número de casos de 29.474 para 33.718. 

Os números das mortes referem-se a pacientes que morreram em hospitais e que foram diagnosticadas com COVID-19 e são compiladas a partir de números das direções regionais de Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte registados até às 17:00 de véspera.

Estas estatísticas não incluem mortes fora do hospital, como aquelas registadas em lares de idosos, e o registo dos óbitos pode demorar mais tempo, pelo que algumas poderão não ser incluídas no balanço diário, segundo o ministério da Saúde.

Estas estatísticas não incluem mortes fora do hospital, como aquelas registadas em lares de idosos, pelo que o registo dos óbitos pode demorar mais tempo. O novo coronavírus, SARS-CoV-2, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 51.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 525.000 infetados e mais de 37.000 mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 13.915 óbitos em 115.242 casos confirmados até quinta-feira.

Como é que o sabão destrói o vírus? Dúvidas sobre a lavagem das mãos

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.