Itália contabilizou até ao momento 139.422 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, mais 3.836 do que ontem.

No total, a doença COVID-19 já matou 17.669 pessoas, fazendo de Itália o país mais afetado do mundo em termos de mortalidade. Só nas últimas 24 horas morreram 542 pessoas.

Só na Lombardia o número de óbitos ascende a 9.722.

Quanto a doentes recuperados, os dados da proteção civil italiana apontam para 26.491 pessoas já livres da infeção.

No entanto, há ainda 3.693 pessoas em unidades de cuidados intensivos e 95.262 casos ativos no país.

O novo coronavírus já infetou cerca de 1,4 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 80 mil. Dos casos de infeção, cerca de 260 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro de 2019, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com cerca de 735 mil infetados e mais de 57 mil mortos, é aquele onde se regista o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, contabilizando 17.127 óbitos em 135.586 casos confirmados até terça-feira.

A Espanha é o segundo país com maior número de mortes, registando 14.555 mortos, entre 146.690 casos de infeção confirmados até quarta-feira, enquanto os Estados Unidos, com 12.910 mortos, são o que contabiliza mais infetados (399.929).Portugal já registou, pelo menos, 380 óbitos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.