Mark Manley, um sem-teto de 35 anos, roubou na noite de sábado uma bolsa que continha equipamento de proteção contra o vírus, incluindo máscaras, trajes médicos e álcool em gel para as mãos.

Quando foi detido pelos guardas de segurança, Manley agrediu um dos oficiais e proferiu insultos racistas contra um outro.

Alguns dos materiais roubados e depois recuperados já não puderam ser utilizados por estarem contaminados, afirmou a polícia, em um momento em que as associações de médicos e enfermeiros se queixam da falta de trajes e de material para se protegerem do vírus.

Nos últimos dias, registaram-se vários incidentes relacionados com pandemia no Reino Unido.

A polícia de Lancashire, no norte da Inglaterra, informou esta quinta-feira que um homem de 23 anos foi condenado a doze meses de prisão por cuspir repetidamente em dois polícias que o detinham por embriaguez, dizendo-lhes que estava infetado.

"Esta é uma infração especialmente agressiva e perigosa neste momento", afirmou um porta-voz da polícia. "É bom que os tribunais levem esses incidentes a sério", acrescentou.

Na quarta-feira, um homem foi condenado a seis meses de prisão por tossir sobre um agente da polícia após afirmar estar infetado com coronavírus.

Outro homem foi acusado de delitos semelhantes na semana passada na província britânica da Irlanda do Norte, quando polícias chegaram o abordaram após uma denúncia de violência doméstica.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.