Dos 32 novos casos anunciados, entre os quais três menores de cinco anos, "29 são de nacionalidade moçambicana e três são indivíduos estrangeiros, do Maláui", disse Benigna Matsinhe, diretora adjunta de Saúde Pública, na atualização de dados sobre a pandemia no Ministério da Saúde, em Maputo.

Os novos casos foram registados nas províncias de Cabo Delgado (8), Tete (1), Maputo província (9) e Maputo Cidade (14).

"Os casos reportados hoje encontram-se em isolamento domiciliar e neste momento decorre a identificação dos seus contactos", acrescentou a responsável.

Dos casos já registados em Moçambique, 1.541 são de transmissão local e 160 são importados, enquanto 596 pessoas são dadas como recuperadas.

O Ministério da Saúde indicou ainda que 10 pessoas estão internadas e com uma "evolução clínica satisfatória".

Dos 1.092 casos ativos no país, a capital moçambicana Maputo e a província de Cabo Delgado são as que registam o maior número, com 242 e 233 casos, respetivamente.

Desde o anúncio do primeiro caso de Covid-19 em Moçambique, em 22 de março, o país realizou 53.465 testes de casos suspeitos, tendo rastreado mais de 1.5 milhões de pessoas.

Foram colocadas em quarentena domiciliária 24.121 pessoas suspeitas de Covid-19 e 3.547 continuam a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 645 mil mortos e infetou mais de 16 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.