“Algumas pessoas têm telefonado não pelas razões da criação da linha, mas para tentar brincar com o sistema”, denunciou Artur Correia, durante a conferência de imprensa diária para fazer o ponto situação do novo coronavírus (Covid-19), em Cabo Verde.

O ponto focal do novo coronavírus em Cabo Verde advertiu que esse tipo comportamento pode cortar o acesso à uma pessoa que precisa e, consequentemente, prejudicar o país.

“O apelo é à responsabilidade das pessoas que estarão a actuar para proteger a sua saúde, a sua família, sua comunidade, a sua ilha e Cabo Verde”, frisou Artur Correia, exortando à população a colaborarem, conscientemente, e com uma boa cidadania.

De referir que os quatro casos suspeitos de covid-19, anunciados segunda-feira, 30, pelas autoridades cabo-verdianas, deram negativos, anunciou hoje o director Nacional da Saúde, Artur Correia.

Cabo Verde registou até o momento seis casos positivos do novo coronavírus, sendo quatro na ilha da Boa Vista e dois na cidade da Praia.

Entre os quatro casos positivos na ilha da Boa Vista, um resultou em óbito, um cidadão inglês de 62 anos.

Pelo terceiro dia consecutivo Cabo Verde não regista nenhum caso do novo coronavírus.

A nível mundial, dados divulgados segunda-feira, 30, dão conta que a pandemia do novo coronavírus matou pelo menos 35.000 pessoas em todo o mundo, incluindo quase três quartos na Europa, desde que em Dezembro apareceu na China.

Com 11.591 mortes, a Itália é o país com mais mortes no mundo, seguida pela Espanha (7.340) e China (3.304), o foco inicial do contágio.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.