Esse anúncio foi feito durante uma declaração ao país sobre o plano de desconfinamento no pós-estado de emergência, tendo Ulisses Correia e Silva salientado a importância desse instrumento de “participação cidadã e solidário” no combate à pandemia da covid-19 e no aumento da qualidade de segurança sanitária do país.

O primeiro-ministro salientou que todos estão bem conscientes da dimensão do passo que o país está a dar com a entrada na fase de desconfinamento.

“Menos restrições, representa mais risco e mais responsabilidades exigidas a todos. Com a retoma da actividade social e da mobilidade e circulação de pessoas entre as ilhas, existem riscos de circulação de vírus e de contágio. Em nenhum país do mundo estes riscos são zero. Em Cabo Verde também não são. Por isso a melhor postura é continuar alerta, vigilante, previr e cuidar”, disse.

O chefe do Governo salientou que ainda há uma longa jornada pela frente. Por isso a palavra de ordem é disciplina e cumprimento de regras, saber conviver com o vírus com menor risco possível, adaptar-se às novas rotinas da vida individual e social como o uso de máscaras, higienização, lavagem das mãos e distanciamento físico.

A linha de informação gratuita 800 11 12 destinada à prestação de informação e assistência aos cidadãos sobre a covid-19, vai manter-se em funcionamento e a isso vai associar a plataforma digital de rastreio de casos positivos de covid-19.

O Governo aprovou um plano de desconfinamento que levanta restrições impostas pelo estado de calamidade, de forma programada e calendarizada diferente para Santiago em relação às outras ilhas, sendo que na Cidade da Praia, serão continuadas as acções em curso nos diversos bairros, mediante a massificação da realização de testes rápidos e testes laboratoriais, do reforço da fiscalização e da sensibilização comunitária.

As restrições relacionadas com a limitação do horário de funcionamento dos restaurantes fixada até às 21:00 são levantadas no dia 01 de Junho, em todo o território nacional.

A retoma das ligações aéreas inter-ilhas a partir do dia 30 de Junho, incluindo Santiago, a retoma das ligações marítimas para o transporte de passageiros, com origem e destino na Boa Vista, a partir do dia 01 de Junho.

A retoma das ligações marítimas para o transporte de passageiros, com origem e destino em Santiago, será a partir do dia 30 de Junho e a retoma dos eventos culturais e desportivos como festas, festivais e jogos das diversas modalidades, no dia 31 de Outubro, estão igualmente entre essas medidas.

Cabo Verde regista 390 casos acumulados de covid-19, distribuídos pelas ilhas de Santiago (331), Boa Vista (56) e São Vicente (03).

Do total, registaram-se quatro óbitos, dois doentes transferidos para os seus países e 155 doentes recuperados. O país tem neste momento 229 casos activos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.