Em comunicado, o Ministério da Saúde e da Segurança Social informou que o Laboratório de Virologia realizou 140 exames referentes ao dia 01 de junho, tendo oito dado resultado positivo.

Os novos casos positivos foram registados na Praia (4), um deles importados do Sal, a última ilha a diagnosticar casos no país, bem como um em Santa Cruz, também na ilha de Santiago, e outros 3 no Sal.

Com estes novos casos, o país elevou o total, desde 19 de março, para 466, distribuídos pelas ilhas de Santiago (402), Boa Vista (56), São Vicente (04) e Sal (04).

Na mesma nota, o Ministério da Saúde confirmou a quinta morte no país, uma mulher de 65 anos que há vários dias estava internada no Hospital Agostinho Neto, na Praia, em estado crítico.

Segundo o 'site' oficial do Ministério do Saúde, o país registou ainda hoje mais 27 doentes recuperados, passando o total para 237, dos quais três em São Vicente, 56 na Boa Vista e 178 em Santiago.

Dois doentes foram ainda transferidos para os seus países de origem, fazendo com que o país tenha neste momento 222 casos ativos.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 373 mil mortos e infetou mais de 6,2 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Cerca de 2,6 milhões de doentes foram considerados curados.

Entre os países africanos que têm o português como língua oficial, a Guiné-Bissau lidera em número de infeções (1.339 casos e oito mortos), seguida da Guiné Equatorial (1.306 casos e 12 mortos), São Tomé e Príncipe (484 casos e 12 mortos), Cabo Verde (466 casos e cinco mortes), Moçambique (254 casos e dois mortos) e Angola (86 infetados e quatro mortos).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.