A hipertensão, segundo especialistas na área, em declarações à Inforpress, na véspera do Dia Mundial da Hipertensão, que se assinala esta sexta-feira, 17, é uma doença crónica, que pode ser reversível, desde que se adoptem hábitos de vida saudáveis mais comum em adultos e idosos, mas também pode se manifestar em crianças e adolescentes.

Por isso, nas vésperas do Dia Mundial e no ano em que Cabo Verde declara “Ano Nacional da Hipertensão Arterial (HTA) e factores de risco associados”, a presidente do Instituto Nacional da Saúde Pública (INSP), em declarações à Inforpress, disse que o papel da instituição no que tange às doenças não transmissíveis é muito “ampla” e abrange a investigação, tanto a nível da saúde como nos seus determinantes.

“Actualmente, podemos relacionar o aumento da prevalência da hipertensão com o aumento de esperança de vida e até com os comportamentos, mas é bom estudar estas evidências para que possa haver decisões mais assertivas neste domínio”, disse.

Conforme Maria da Luz Mendonça, no quadro das doenças crónicas não transmissíveis, cabe ao instituto um papel, também, de promoção de saúde pelo que, neste domínio, tem de estimular a população a investir na promoção, não abusando do sal, do sedentarismo, da gordura e do açúcar, evitando assim outras doenças.

A mudança de comportamento, segundo a especialista, é o maior desafio do sector de saúde, pois, a hipertensão arterial aumenta o risco de ataques cardíacos, derrames cardiovasculares, insuficiência renal, cegueira, irregularidades do ritmo cardíaco, diabetes, entre outros.

“Para a maioria das pessoas, a mudança no estilo de vida é a base do tratamento. É importante manter um peso normal, evitar excesso de sal, fazer atividade física regularmente e ter uma dieta saudável”, explica.

Para reduzir a pressão arterial elevada as pessoas, esclarece, podem prevenir e tratar cumprindo rituais saudáveis, começando pela redução a ingestão de sal, fazer uma dieta equilibrada, evitar a ingestão de álcool e o consumo de tabaco e praticar exercício físico de forma regular.

Para assinalar a data na Praia sobre o lema “Tenson Arterial: Djobi sempre” será organizada sábado, com concentração a partir das 9.30 horas, no estádio da Várzea, uma marcha alusiva a data.

Os valores ideais da pressão arterial situam-se nos 120/80 mm Hg (milímetros de mercúrio), sendo que acima de 140/90 mm Hg já se considera estar numa situação de hipertensão.

O Dia Mundial da Hipertensão (DMH) , assinalado a 17 de Maio (sexta-feira), é uma iniciativa da World Hypertension League e tem como objetivos alertar a população para a doença silenciosa que provoca, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 51% das mortes por AVC e 45% das mortes por problemas cardíacos no mundo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.