Se a cárie não for tratada atempadamente poderá evoluir até ao ponto de ser necessário o tratamento endodôntico (desvitalização), ou mesmo a extração do dente em questão. Ao contrário do que se possa pensar, para cuidar dos dentes e prevenir cáries não basta escovar os dentes, são também necessários alguns cuidados alimentares, e com os instrumentos para a higiene oral.

No entanto nenhuma das seguintes dicas é válida sem visitas periódicas ao médico dentista. As seguintes dicas poderão ajuda-lo a prevenir cáries:

1. Reduza o consumo de açúcares

Os açúcares são a principal fonte para produção de ácidos pelas bactérias responsáveis pela cárie dentária. A sua redução ajuda à prevenção da cárie dentária. Evite guloseimas sempre que possível, e sempre que ingerir açúcares escove os dentes ou enxague a boca.

2. Use fio dentário

O uso de fio reduz a formação de placa bacteriana interdentária, promovendo a saúde dentária e gengival.

3. Escove os dentes após todas as refeições

A escovagem reduz o biofilme oral que contém as bactérias responsáveis pela cárie dentária. A escovagem com pastas fluoretadas ajuda ainda à remineralização dos dentes.

4. Troque de escovas no máximo a cada 3 meses

As escovas têm, normalmente, uma longevidade de 3 meses ou menos. Se verificar que as cerdas da sua escova estão a abrir antes desse tempo significa que está na altura de trocar de escova.

5. Escove sempre os dentes antes de dormir

A salivação diminui drasticamente quando estamos a dormir, o que reduz a ação remineralizante da própria saliva sobre os dentes, o que, cárie é o a doença oral mais comum e é desencadeada essencialmente por falta de higiene oral ou higiene oral inadequada. É ainda potenciada por fatores como hábitos alimentares, falta de flúor e tabagismo, juntamente com a presença de restos alimentares aumenta a acção das bactérias responsáveis pela cárie.

6. Evite fumar

O tabaco reduz a imunidade da flora oral, o que por sua vez aumenta a incidência de doenças, nomeadamente a cárie dentária

7. Beba muita água

A fluoretação da água comunitária é um meio eficaz e de baixo custo para se alcançar a exposição ao flúor necessária para ajudar na prevenção da cárie dentária. Estudos mostram que a fluoretação da água ainda é eficaz para uma redução da cárie dentária em torno de 20 a 40%. O flúor é um mineral que pode ocorrer naturalmente nas fontes de água potável – oceanos, lagos, rios e água do subsolo. Pesquisas abrangentes mostraram que níveis ótimos de flúor não apenas reduzem as cáries dentárias em crianças e adultos, mas também ajudam a reparar cáries em estágios iniciais.

Por outro lado, a ingestão da água contribui para aumentar a salivação, equilibrando o PH da boca o que evita a proliferação de bactérias.

8. Atenção ao bruxismo

O bruxismo (apertar ou ranger dos dentes) pode provocar pequenas fendas os desgaste nos dentes, propícios à acumulação de bactérias responsáveis pelo desenvolvimento de cárie. Procure diagnosticar e resolver problemas de bruxismo.

9. Higienize a língua

A língua é uma zona de acumulação de bactérias muitas vezes esquecida na higiene. Use limpadores específicos para a língua

10. Visite o seu médico dentista regularmente

Apenas um médico dentista saberá diagnosticar atempada e precocemente lesões de cárie e agir em conformidade. Apenas este profissional de saúde poderá fazer limpezas profissionais que garantam a remoção de toda a placa dentária acumulada.

Os conselhos são do médico dentista José Afonso Teixeira.