Chefes de cozinha, gastrónomos, a indústria e os produtores, mas acima de tudo os padrões de comportamento dos consumidores, dão indicadores sobre caminhos para o mundo da alimentação. Cozinha mais sustentável, uma atenção maior à alimentação das crianças, sobremesas de hummus e até novas farinhas, como a de banana, trazem alento às tendências para o ano que agora inicia.

Novas tendências que não invalidam a consolidação de anteriores cenários previstos para o mundo da cozinha, como o da sustentabilidade alimentar e o combate ao desperdício.

Entre os muitos novos caminhos para a gastronomia global, deixamos alguns cenários.

Cozinha híper-regional

Consumidores entediados é um dos atuais terrores de chefes de cozinha e cozinheiros. Já não basta a criatividade, a cozinha de fusão, a âncora do biológico ou da sazonalidade. Uma das tendências gastronómicas para o ano que agora abre é a da cozinha híper-regional. Ou seja, os alimentos locais são divididos em microrregiões. Não basta ser do México, tem de ser de Veracruz, Yacatan ou Oaxaca.

cozinha regional

Sofisticação das ementas para as crianças

Convenhamos, é triste encontrar uma ementa repleta de opções para os adultos e enfrentar o ridículo elenco de nuggets, a pizza e o bife com batatas fritas no que toca a sugestões para crianças. Elas são os consumidores do futuro, de gosto trabalhado, versátil. Para mais trata-se, aqui, de oferecer aos mais pequenos, de opções variadas e ricas nutricionalmente. Acresce que os pais estão mais preocupados com a exposição dos filhos aos comeres de outras culturas. Isto desde idades precoces.

Os fermentados, com destaque para o Kombucha

Kombucha, assim como outros chás fermentados, obtidos a partir de uma solução ácida, tornaram-se populares há alguns anos. Especialistas acreditam que esta bebida probiótica, cujas origens remontam à China, há milhares de anos, veja reforçado o consumo este 2020. Isto em combinação bebíveis, por exemplo, com frutas e raízes, como o limão e o gengibre.

Kombucha

Cocktails de café

Cocktails com baixo teor alcoólico (Mocktail) têm ganho adeptos nos últimos anos. A previsão para este 2020 é a de que se tornarão numa grande tendência alimentar. Nestes, tornam-se relevantes os cocktails à base de café, alcoólicos ou não. Por exemplo, o café espresso Martini, o Espresso Tonic ou nitro, temperados com algo especial.

Sobremesas de hummus

Isso mesmo. Se é para inovar este 2020, que se faça com uma das tendências de cozinha apontadas mais saborosas. Todos sabemos como o hummus, a mistura de grão-de-bico com especiarias e um travo cítrico conquista uma mesa de entradas. Agora, imagine o mesmo creme mas com o acrescento de cacau, canela, manteiga de amendoim. Neste caso, a fechar a refeição e a substituir a mousse de chocolate ou o leite creme.

hummus sobremesa

Panquecas soufflé

Panquecas altas e fofas parecem ter chegado para ficar e não é só nos vídeos publicados em plataformas sociais como o Instagram e o YouTube. Os Estados Unidos renderam-se em 2019 a esta moda japonesa com os consumidores a apontarem uma crescente apetência para a gulodice. E, quando o petisco cai no gosto dos norte-americanos, mais cedo ou mais tarde, conquista o mundo.

panquecas sufflê

A sustentabilidade à mesa

Chegou e não pode ser apenas uma golpada de marketing para aumentar vendas com o fito de “amigos do ambiente”. Os consumidores estão atentos, mais exigentes e pedem, de facto, mudanças. Os restaurantes procuram responder. Não basta erradicar as palhinhas de plástico. Uma das tendências para este 2020 passa por cozinhas mais sustentáveis, assentes na economia circular, evitando o desperdício alimentar, recurso à agricultura de proximidade.

Alternativas ao leite

Não é propriamente novidade a oferta de leites vegetais como alternativa ao leite animal. Isto, não apenas nos lineares do comércio, como também em espaços de restauração. No entanto, uma das grandes tendências alimentares para 2020 passa pelo reforço nos tipos de leite vegetais à disposição, como o de leite de coco, de arroz ou de cânhamo.

Uma vez mais, as algas

Não é, nem será a última vez, que as algas entram no elenco das tendências alimentares na estreia do novo ano. O novo alimento global está a entrar nas prateleiras dos supermercados e não apenas para embrulhar o sushi e onigiri. Manteiga de algas, snacks feitos com as mesmas, estão entre as opções com força para nos conquistar.

algas comestíveis

Não basta ser farinha

A boa farinha entrou no vocabulário dos consumidores. E não se tratara apenas da farinha nutricionalmente mais interessante para o pão. Com 2020 veremos mais farinhas de frutas e vegetais, como de banana (usada, por exemplo, em batidos) ou de couve-flor (usada, por exemplo, em pães). Novas farinhas que trazem, ainda, alternativas tradicionais a salgadinhos e doces.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.