Sabem bem em qualquer altura mas, em períodos frios, ainda são mais aconchegantes. Apesar de serem ricos em açúcar e gordura, o capuccino por ter uma menor quantidade de açúcar, sendo uma escolha menos energética. Para ser mais saudável, deve ser preparado com partes iguais de café forte, leite e espuma de leite. Esta bebida, muito apreciada pelos portugueses, é fonte de cálcio e ainda de proteína. Se não lhe adicionar açúcar, pode bebê-lo diariamente.

Já o chocolate quente é fonte de ácido fólico, vitamina essencial na gravidez, assim como de teobromina, estimulante moderado do sistema nervoso central e feniletilamina, que proporciona bem-estar, para além de antioxidantes (polifenois) que contribuem para uma melhor saúde cardiovascular. O seu valor energético é muito variável, podendo oscilar entre as 190 e as 500 calorias por chávena, de acordo com a quantidade e tipo de chocolate utilizado.

O seu consumo deve, por isso, ser bastante moderado. Apesar das suas características distintas, o consumo destas bebidas é especialmente indicado após esforço físico ou intelectual intenso. Para que as possa preparar em casa em versões mais saudáveis, siga os conselhos de Mónica Santos, dietista e membro da Associação Portuguesa  de Dietistas:

- Chocolate quente em versão light

Prepare-o com leite magro e chocolate negro. Não adicione açúcar. Em média, esta bebida tem 190 kcal/250 ml, além de 8,8 g de proteína, de 5,5 g de gordura, de 29,9 g de hidratos de carbono e de 2,3 g de fibra.

- Capuccino em versão light

Utilize leite magro e substitua o açúcar por adoçante ou aromatize com canela ou baunilha em pó. Em média, esta bebida tem 110 kcal/250 ml, além de 5,6 g de proteína, de 2,6 g de gordura, de 16 g de hidratos de carbono. Não contém fibras.

Se gosta de bebidas doces, saiba quais são as melhores para o seu organismo, clicando aqui.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.