A estilista cabo-verdiana Zany Moreno é destaque na revista online holandesa Afro Magazine.

No dia 3 de agosto, a revista publicou um artigo sobre a história de superação da empresária de 43 anos que foi presa em 2005 por tráfico de drogas.

Na sua página no Facebook, a estilista cabo-verdiana agradeceu o jornalista Dirk Van Toleto e à revista pelo artigo, carinho e reconhecimento.

“Farei o meu esforço diário, em comunhão com a minha equipa, para servir a todos com profissionalismo, glamour e muito carinho. O sentimento é diariamente de profunda gratidão”.

Surgimento da "Confecções Zany"

Apaixonada por moda desde cedo, a empresária, natural do concelho de São Domingos, na ilha de Santiago, começou a desenhar roupas aos 27 anos. Diz que apesar de não ter obtido um diploma as aulas de corte e costura durante a sua prisão foram decisivas.

Em outubro de 2013, quando saiu em liberdade, decidiu dar a volta por cima e criou um projeto intitulado “Confecções Zany”. Passou então a dedicar-se ao mundo da moda.

Situado na Avenida Cidade Lisboa, no ateliê são produzidas roupas de géneros variados, desde o desportivo ao mais clássico. “Fazemos vestidos de noiva, roupas para casamento, batizado, vestidos de gala, fardas para instituições e ministérios, enfim, nas Confecções Zany fazemos de tudo um pouco”, afirma.