Eneida Pereira, filha de um alfaiate da Assomada, na ilha de Santiago, lançou uma colecção de Bolsas “Badia”, que combinam tradição e modernidade.

São peças exclusivas, em pano, e cozidas à mão pela jovem cabo-verdiana, que só muito recentemente descobriu o talento para a costura e estilismo, apesar de ter sido criada numa casa onde a arte do corte e costura esteve sempre presente.

Eneida terminou os estudos na cidade da Praia e de regresso a Santa Catarina, e com tempo livre de sobra, começou a desenhar bolsas, comprou os tecidos e agarrou nas máquinas do pai de forma a tornar reais as suas ideias.

“No início, não ficavam muito bem, mas com as dicas do meu pai e com o tempo comecei a materializar as bolsas que tinha desenhado”, conta a jovem, que exibiu o seu trabalho no Palácio da Cultura Ildo Lobo, na Praia, numa iniciativa apoiada pelo Ministério da Cultura.

O conceito, diz a criadora, é “simplicidade e elegância”. “Não esqueço a tradição mas coloco-a num contexto moderno. Peguei, por exemplo, no Panu di Terra, que é um produto típico, e dei-lhe um toque fashion, que se pode usar no dia-a-dia”.

A colecção tem quatro estilos: Afro (com tecidos afro), Tradição e Modernidade (Panu di Terra), Chique e Fashion.

Todas as bolsas que estiveram em exposição no PC já foram vendidas (os preços vão dos 1500 a 3000 escudos), mas Eneida aceita encomendas e promete fazer novas exposições.

Para encomendar a sua Bolsa Badia contacte Eneida Pereira pelo telefone 9921353 ou pelos emails: eneidabadia@sapo.cv; badia.cv12@gmail.com

Texto e fotos: Rita Vaz da Silva

FOTOS: http://fotos.sapo.cv/ritavs/playview/40

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.