A Louis Vuitton trocou a produção das suas peças de Ready-to-Wear por batas hospitalares, no seu atelier na Rue du Pont Neuf, em Paris. A iniciativa solidária pretende mostrar o apoio da maison às unidades de saúde, providenciando equipamento protetor para estes profissionais.

Desde a passada sexta-feira, dia 10 abril, 20 voluntários encontram-se a trabalhar para criar centenas de batas em tecidos aprovados pela AP-HP, que serão entregues todas as noites aos hospitais parisienses, nomeadamente o Université Paris-Saclay, Hôpital Antoine-Béclère em Clamart, Hôpital Bicêtre em Kremlin-Bicêtre, Hôpital Paul-Brousse em Villejuif, Hôpital Ambroise-Paré em Boulogne-Billancourt, Hôpital Raymond-Poincaré em Garches e também o Hôpital Sainte-Périne no 16º bairro de Paris.

Enquanto todas as batas são cortadas manualmente no atelier de Pont Neuf, a partir desta semana haverá também voluntários a trabalhar a partir das suas próprias casas. Hoje, dia 14 abril, o corte do tecido será ainda mais rápido com o auxílio de uma máquina automática, o que vai fazer com que a produção de batas aumente. De acordo com o Presidente e CEO da Louis Vuitton:

Estamos orgulhosos por poder ajudar os profissionais de saúde e colocar o nosso know-how à disposição dos hospitais de Paris para criar batas para o staff médico. Quero agradecer aos artesãos do nosso atelier que voluntariamente participam neste ato cívico e que corajosamente se aplicam em criar equipamento para os profissionais de saúde em hospitais com faltas de batas.
Atelier da Louis Vuitton passa a fabricar batas hospitalares

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.