Uma viagem de negócios representa um desafio a superar do ponto de vista do guarda-roupa e a consultora de imagem Helena Carmona compreende bem porquê. "O mais difícil é acertar na escolha das peças para não se estar nunca demais nem de menos relativamente à ocasião e ambiente. Por outro lado, em viagem, não se pode encher as malas com muita roupa", explica.

Se sente que não é capaz de adaptar a sua roupa às diferentes situações laborais e/ou se receia não ter um estilo adequado a cada momento, tome nota das estratégias que deve adotar para facilitar o seu dia a dia. Algumas delas também podem servir para as viagens e as deslocações que fizer em lazer, caso integrem momentos e situações que exijam uma maior formalidade.

O que usar em eventos noturnos

É uma das dúvidas que muitas mulheres têm. "Nos espetáculos à noite, aposte num vestido preto bom e bonito. Não precisa de ser muito formal. Dê preferência ao jersey, pois as malhas não se amachucam na mala. E, mesmo quando se amachucam um pouco, basta pendurá-las por umas horas e, normalmente, readquirem a forma", explica a consultora de imagem.

O que não pode deixar de levar na mala quando for numa viagens de negócios

Segundo Helena Carmona, este vestido preto poderá ser usado com um casaco de uma cor viva e contrastante, com joias ou bijutaria variada ou com collants de fantasia, para não parecer sempre igual. Desta forma, a peça será rentabilizada e poderá "durar alguns anos". Por outro lado, "um vestido com outras cores e igualmente em jersey também pode ser uma boa aposta, dependendo do seu orçamento", refere a especialista.

O que vestir nas atividades ao ar livre

As situações ao ar livre podem ser mais desportivas ou simplesmente realizadas no exterior, mas com alguma formalidade. Por este motivo, Helena Carmona recomenda duas peças fundamentais. "Um bom casaco comprido e um impermeável ou uma gabardine para os locais chuvosos", sugere. Para poder usar estas peças mais vezes, "aposte em cores básicas como o bege, o preto, o azul escuro, o cinza claro, o castanho ou o camel".

O que não pode deixar de levar na mala quando for numa viagens de negócios

No que diz respeito a partes de baixo, "tenha jeans para certas atividades e calças de uma cor básica para outras", aconselha. Também aqui a aposta de Helena Carmona vai para "um material que não se amarrote facilmente, com misturas tipo lã e lycra ou algodão e lycra", refere a especialista. Para o desejado toque de formalidade, a consultora recomenda "um casaco curto tipo blazer".

Uma peça que permite criar um look que não se torna demasiado pesado. E, para conjugar com as calças, blazer e casaco, "evite as camisas, que se amachucam muito em viagem e opte por malhas coloridas de algodão ou de seda". O look fica completo com acessórios, como lenços e bijuteria. "Pode usar a mesma peça mais do que uma vez, mudando apenas os acessórios", esclarece a consultora.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.