Existem doenças da pele que provocam imperfeições que podem ser estigmatizantes, ao ponto de afetar a autoestima ou levar ao isolamento social. Em todas elas, a maquilhagem médica pode ser a solução. As doenças da pele são uma das patologias mais comuns, afetando entre 30 e 70 por cento dos indivíduos, segundo revela um estudo publicado em meados de 2017 no Journal of Investigative Dermatology.

Podem ocorrer em todas as idades e em todas as culturas, sendo prevalentes nas sociedades ocidentais. Os seus tratamentos são diversos, mas a forma como estas doenças se apresentam pode ser um obstáculo para quem sofre delas, sobretudo na relação com os outros ou até mesmo quando se olham ao espelho. Cientes disso, vários maquilhadores e especialistas desenvolveram soluções.

Joelle Nonni, uma antiga maquilhadora profissional e delegada médica em dermatologia, aliou as duas áreas e é hoje maquilhadora médica na Station Thermale d’Avène, em França, é um desses exemplos. Nestas termas, dedicadas a tratamentos de patologias da pele, a especialista realiza workshops deste tipo de maquilhagem que têm suscitado muito interesse.

Com recurso a técnicas muito simples, fáceis de implementar em casa, esta especialista em imagem consegue «ajudar estas pessoas a conviver melhor com o seu problema», como nos afirmou em declarações exclusivas. À Prevenir, Joelle Nonni  explica o que é a maquilhagem médica e como aplicá-la, para uma pele à prova de imperfeições.

Diferentes maquilhagens

Pensar em maquilhagem é pensar em esconder imperfeições. É o que acontece seja em maquilhagem ligada à moda, corretiva ou médica. Mas, então, o que as diferencia? Enquanto a primeira tem apenas que ver com uma questão de gosto ou de seguir uma tendência, a maquilhagem corretiva é a que «é mais usada pela maioria das mulheres, pois disfarça pequenas imperfeições», explica a especialista em maquilhagem médica.

A responsável da marca Avène explica que esta pode camuflar «olheiras, pequenas borbulhas ou sombras produzidas pelas rugas». Na maquilhagem médica o objetivo é camuflar, no rosto e/ou no corpo, «imperfeições severas consequentes de doenças, como a rosácea, o vitiligo, a acne mais severa ou mesmo queimaduras». É uma maquilhagem para pele muito sensível e quase sempre agredida.

«Nestes casos, vamos encontrar soluções que não pioram a aparência da pele e que permitirão melhorar a qualidade de vida», adianta a maquilhadora médica. Veja também a base de maquilhagem que mais se adequa à sua pele e descubra também os gestos de maquilhagem que ajudam a esconder o duplo queixo.

Veja na página seguinte: As doenças que se maquilham

As doenças que se maquilham

São várias as doenças da pele que originam imperfeições passíveis de serem camufladas através da maquilhagem médica. Nas que afetam o rosto, as mais comuns incluem «rosácea, irritações devido à acne, vitiligo, hiperpigmentação, psoríase, queimaduras, cicatrizes ou sequelas de tratamentos oncológicos», enumera Joelle Nonni. No corpo, «os braços e as pernas são as zonas em que mais se pretende esconder imperfeições, sobretudo nos casos de psoríase, vitiligo ou queimaduras», acrescenta.

Podutos antialérgicos

Tratando-se de uma maquilhagem para peles bastantes sensíveis, é essencial que os produtos não causem nenhum tipo de alergia. É por isso que a «escolha dos ingredientes utilizados nos produtos de maquilhagem médica é tão criteriosa», avança Joelle Nonni, na linha do que também defende a generalidade dos médicos dermatologistas.

É também essencial que os mesmos contenham uma proteção solar forte, sempre com fator de proteção solar (FPS) acima de 30, e que «consigam aguentar um dia inteiro, sendo resistentes à água e à transpiração, mas que ao mesmo tempo sejam simples de aplicar e fáceis de retirar», sugere a especialista, de modo a não agredir mais a pele sensível. O ideal é, contudo, aplicar sempre um creme com FPS 50 ou 50+.

Maquilhagem unissexo

Na maquilhagem médica, os tipos de produtos utilizados são iguais tanto para homens como para mulheres. A diferença, explica Joelle Nonni, reside nos termos em que são utilizados: «Nos meus workshops, costumo dizer aos homens que se trata de camuflagem e nunca de maquilhagem, onde se utilizam pigmentos unificadores», esclarece a especialista.

Além disso, e ao contrário das mulheres, no momento da camuflagem da pele dos homens, a maquilhadora disponibiliza sempre vários pincéis, uma vez que «eles se sentem melhor com ferramentas e não a tocar diretamente nos produtos». Saiba também quais são os produtos femininos que os homens também gostam de usar.

Limpar com delicadeza

Em muitos casos, as peles que necessitam deste tipo de maquilhagem apresentam alguma descamação como consequência da doença que possuem, mas mesmo que isso não aconteça é importante não esquecer que se trata de uma pele sensível. Por isso, a «desmaquilhagem tem de ser simples, para não a agredir e, consequentemente, irritar», explica Joelle Nonni.

O ideal é fazer a limpeza com leite ou loções para peles intolerantes, os quais devem ser aplicados com os dedos enquanto se faz uma pequena massagem. «Posteriormente, deve retirar-se o produto com um lenço de papel e nunca com algodão», realça a especialista, para não agredir a pele, como faz questão de frisar.

Veja na página seguinte: Como disfarçar as marcas da acne

Como disfarçar a acne

Existem dois tipos de acne, a ligeira e a severa. Cada qual deixa lesões diferentes na pele. A maquilhadora médica da marca Avène, Joelle Nonni, explica como disfarçá-las:

Acne ligeira:

- Com a ajuda de uma esponja maquilhadora, aplique uma base fluida.

- Nas borbulhas, aplique diretamente um pincel corretor bege.

- Com a ajuda de um cotonete, esbata os contornos nas borbulhas.

- Aplique um pó translúcido.

Acne severa:

- Nas borbulhas vermelhas, coloque corretor de cor verde e nas mais castanhas,  um de cor coral.

- Para unificar o tom de pele, aplique uma base em creme compacta oil-free.

- Aplique um pó translúcido.

As cores de corretores que se neutralizam

Na maquilhagem médica com a chancela da marca Avène, à semelhança de outras marcas, são utilizados corretores de diferentes cores, consoante a tonalidade daquilo que é pretendido camuflar. A maquilhadora médica Joelle Nonni indica as que devemos usar:

- Verde

Neutraliza a cor vermelha, sendo o ideal para utilizar no «caso das borbulhas vermelhas ou de lesões decorrentes de um tratamento a laser», defende a especialista.

- Amarelo

«Neutraliza o violeta. Por isso, deve ser aplicado no caso das varizes, equimoses [hematomas], olheiras com tonalidade lilás ou em marcas da pele após uma intervenção cirúrgica ou depois de injeções», refere a maquilhadora médica.

- Coral

«Com uma cor meio laranja, serve, sobretudo, para as imperfeições castanhas, como os melasmas, manchas decorrentes da gravidez, cicatrizes hiperpigmentadas, olheiras acastanhadas ou manchas devido à idade», diz.

Veja na página seguinte: Pele sem imperfeições no rosto e no corpo

Pele sem imperfeições no rosto e no corpo

Joelle Nonni, especialista da marca Avène, que tem no mercado a linha de maquilhagem médica Couvrance, partilha conselhos para camuflar as imperfeições da pele provocadas pelas doenças que se seguem. Mas antes de o fazer, não se esqueça de a hidratar com um creme adequado:

- Hiperpigmentação

1- Neutralize imperfeições aplicando um corretor de cor coral sobre as manchas.

2 - Unifique o tom da pele. Com a ajuda de uma esponja maquilhadora, aplique uma base em creme compacta. No caso de ter uma pele oleosa ou mista, opte por um produto oil-free.

3 - Sublime o rosto. Fixe a maquilhagem e matifique a pele com um pó translúcido.

- Rosácea

1 - Neutralize imperfeições aplicando um corretor de cor verde sobre as manchas vermelhas.

2 - Unifique o tom da pele. Com a ajuda de uma esponja maquilhadora, aplique uma base em creme compacta.

3 - Sublime o rosto. Fixe a maquilhagem e matifique a pele com um pó translúcido.

- Psoríase

1- Neutralize imperfeições. Aplique um corretor de cor verde sobre as manchas vermelhas.

2 - Unifique o tom da pele. Com a ajuda de uma esponja maquilhadora, aplique uma base compacta.

3 - Sublime o rosto. Fixe a maquilhagem e matifique a pele com um pó translúcido.

4 - No corpo. Aplique o corretor verde nas imperfeições, utilize uma base compacta oil-free e finalize, fixando a maquilhagem e matificando a pele com um pó translúcido.

- Marcas de tratamentos

1 - Unifique o tom da pele. Utilize uma base fluida sobre o rosto para unificar o tom da pele.

2 - Sublime o rosto. Fixe a maquilhagem e matifique a pele com um pó translúcido.

3 - Intensifique o olhar. Defina as sobrancelhas com um lápis corretor específico para esta zona do rosto. Coloque o lápis em frente ao rosto na vertical alinhando–o entre o canto exterior da narina e o canto interior do olho. A ponta do lápis irá indicar a zona onde deve começar a sobrancelha. A zona arqueada é definida pela linha que parte do canto exterior da narina e passa pela pupila do olho.

Por fim, alinhe o lápis entre o canto exterior da narina e o canto exterior do olho para encontrar o ponto onde deve terminar a sobrancelha. Preencha-as fazendo pequenos riscos de baixo para cima. Esbata com a ponta de um pincel para obter um resultado mais natural. Termine intensificando o olhar, aplicando a máscara de pestanas.

4 - Sublime a boca. Defina a boca com um lápis de contorno de lábios. Primeiro desenhe os contornos, de seguida, com o mesmo lápis de bico fino, preencha o lábio e, por fim, passe com um lápis mais grosso para intensificar a cor.

Texto: Catarina Caldeira Baguinho com Joelle Nonni (maquilhadora médica na Station Thermale d’Avène em França)