Segundo comunicado de imprensa divulgado pela Universidade de Ciências Médicas de Teerão, cientistas investigaram uma forma de prever a idade em que a mulher vai atingir a menopausa.

Para tal, realizaram um estudo sobre 266 mulheres entre os 20 e os 49 anos, em que 63 entraram na menopausa durante a investigação.

Com uma margem de erro entre os 4 meses e os 4 anos, os investigadores descobriram que através dos níveis de concentração da hormona antimulleriana (HAM) podem, de facto, prever a altura em que uma mulher acaba o seu período fértil.

Esta descoberta pode ter implicações socioculturais, na medida em que a mulher passa a controlar a sua fertilidade e o seu planeamento familiar, tal como aconteceu nos anos 60 com o surgimento da pílula.

Por outro lado, termina com os anseios próprios de quem está a gerir uma carreira e vive com a incerteza de qual o momento certo para ter um filho.

No entanto, Ramezani Tehrani, responsável pelo estudo explica que "considerando que este é um estudo relativamente pequeno que monitorizou mulheres durante um período de tempo; estudos mais abrangentes são necessários para validar a precisão dos valores concentrados de HAM na previsão da entrada na menopausa em mulheres jovens".

Na realidade há muitos outros factores que podem influenciar a reprodução que não o período fértil da mulher, como as infecções, a qualidade dos óvulos e do esperma, ou qualquer outro incidente de percurso, pelo que a menopausa tem de ser considerado como mais um dado a ter em conta e não o único.

O teste pode ser realizado a partir dos 20 anos e só estará disponível daqui a uns anos.

01 de Julho de 2010

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.