Realizou-se este sábado, dia 6 de julho, o batizado do primeiro filho de Meghan Markle e do príncipe Harry, o pequeno Archie, de dois meses.

A cerimónia marcou pela descrição, tal como já havia sido anunciado pela casa real, e nem os paparazzi conseguiram furar as fortes barreiras de segurança.

Mais tarde, foram os duques de Sussex a partilhar na sua página oficial de Instagram as primeiras fotografias oficiais do batizado. Acompanhava as imagens um comunicado com alguns pormenores sobre a cerimónia e sobre o vestido usado pelo menino, mas que mantinha o segredo no que diz respeito ao nome dos padrinhos.

Meghan e Harry, que até já foram criticados por não revelar, como é habitual, o nome dos padrinhos do filho, continuam a preferir manter esta informação em segredo.

Porém, a imprensa internacional está convicta de que desvendou o mistério. O The Sunday Times avança como certo que um dos padrinhos de Archie é um amigo próximo de Harry, Charlie van Straubenzee.

Também o nome de uma madrinhas é supostamente revelado pelas publicações internacionais. Neste caso falamos de Tiggy Legge Bourke, que em tempos foi ama de Harry.

As informações não foram ainda confirmadas, mas é certo que estes dois nomes anunciados estiveram entre os 20 convidados a marcar presença no batizado real.

Importa lembrar que habitualmente na tradição da realeza britânica as crianças têm entre cinco e sete padrinhos.

Leia Também - É dia de 'festa' real: Filho de Harry batizado sem a presença da Rainha

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.