Sandra Alícia afirma que passou momentos bons e maus na casa, mas já sentia que era a sua hora de sair. "Não sei se ia aguentar ficar até ao fim, no meio daquela falsidade, mentira e cinismo", disse. Para si, Delano Barbosa merece ser o vencedor do jogo.

Foram oito semanas de grande tensão que Sandra Alícia avalia como uma aprendizagem: “Eu saí de lá com outra perspectiva de vida e outra visão."
"Aprendi imensas coisas, como arrumar a casa e lidar com pessoas de diferentes personalidades, formas de me comportar, de confiar nas pessoas", contou.

A entrada na Casa do Líder deveu-se a um convite da organização: "O Saulo Montrond disse-me que a ideia era ser um reality show diferente em que a ideia seria passar bons exemplos para o exterior e então achei que valia a pena participar."

A sua passagem foi marcada por semanas seguidas de nomeações e pela dificuldade emocional de ter um relacionamento fora de casa e não poder ter qualquer tipo de contacto com ele. No entanto, refere que a tensão dentro de casa em relação à sua amizade com Delano Barbosa não a preocupou.

"Antes de entrar, decidi ter uma conversa mesmo clara com o meu companheiro, eu sabia desde o princípio que tinha uma pessoa cá fora que tinha de respeitar por que eu sei que ela também me respeita muito", salientou.

"Toda a gente me vinha dizer que o Delano gostava de mim, mas eu do meu lado já não tinha espaço para estar a pensar noutra pessoa", acrescentou.

A relação com Delano Barbosa não terá passado de uma amizade. Além de ser o concorrente que Sandra Alícia aponta actualmente como o que mais merece ser o vencedor do jogo.

"Como pessoa, o Delano tenta sempre não magoar os outros e passar mensagens positivas para te dar força, mas eu vi que tal como eles me atacavam dentro da casa, eles começaram a atacá-lo a ele agora", reflectiu.

Conviver dentro da Casa do Líder não foi fácil

“As minhas amigas disseram-me que o meu problema foi não ter jogado e ter sido eu mesma, acho que foi esse mesmo o meu mal porque não assumi a posição nem de menina boazinha, nem de ovelha negra", contou.

“Tentei ser o mais sincera possível. Quem gosta de mim assim, gosta muito obrigada, quem não gosta, paciência", continuou.
Com poucos dias fora da casa, a modelo revelou que assim que saiu foi ver os vídeos dos dias que lá passou e começou a ter uma visão diferente das pessoas que conheceu.

"Lá dentro há quem esteja a ser muito sincero e há quem esteja a fingir e bem", afirmou. No entanto não quis referir o nome do concorrente que acredita estar a fazer o maior papel para chegar à final.

A modelo contou que dentro da casa não ter conseguiu criar uma ligação com Vítor e Lizzy por terem sido as pessoas com quem passou menos tempo e teve uma discussão.

"Eu tentei fazer amizades na casa, a pessoa com quem consegui foi a Joceline, a com quem eu pensava que tinha conseguido era a Fattú e a pessoa que achei um espectáculo foi o Delano", confessou.

Diz que a sua relação com Zé Piguita é muito boa, apesar de terem discordado em relação à questão dos cães abandonados na capital e entrelinhas terem sido mandadas “bocas” entre ambos sobre outros temas das suas vidas pessoais.

Leia mais aqui

Apesar de ter tido uma passagem pela casa bastante stressante com as diversas nomeações, Sandra Alícia olha para este facto de outra forma: "Até era bom estar nomeada por que domingo e segunda-feira são os dias mais monótonos, mas estando nomeada eu ficava sempre mais agitada no domingo a pensar no que fazer para ficar.”

Sandra Alícia considera que todas as nomeações que teve deveram-se ao facto de ter sido uma concorrente forte e os seus colegas terem reparado nisso desde o princípio.

"Podia sair de lá com dinheiro, mas sem amigos e a minha imagem no chão, isso para mim não valia a pena por dinheiro nenhum, porque o meu carácter e o meu nome são mais importantes", revelou.

Mas a modelo chama atenção para os factos: "Por mais que te tentes dar bem com as pessoas, aquilo é um jogo.” E enquanto Sandra Alícia podia esquecer-se das câmaras de vez em quando, havia quem não se esquecesse.

Sair acabou por ser um alívio

Sandra Alícia afirmou que sair da casa esta semana foi um alívio. "Se eu tivesse ficado mais, aí é que o jogo teria começado porque eu já estava a ver quem é quem lá dentro e eu ia começar a jogar a sério, e, claro, eles também, por isso achei melhor sair”, avançou.

"Eu já estava cansada", avançou e o facto de ter sido recebida pela família deu-lhe a noção de início de uma nova vida.

A modelo divide actualmente a sua vida entre o Luxemburgo, onde vive o seu companheiro e Cabo Verde, onde tem toda a sua vida. Depois da saída da casa, Sandra Alícia diz já ter muitos projectos em curso com a Vaiss Models para formar modelos, colaborar em desfiles internacionais e organizar eventos.

Susana Duarte

11 de Setembro

Leia ainda:

“Voltava a participar mas com outras tácticas” – Fattú Djakité

Zé Piguita, Delano e Maria na corda bamba

Fattú e Sandra dizem adeus

Maria Mendes regressa à Casa com 36,8% dos votos do público

Joceline Medina :“Decidi entrar no jogo porque sabia que estava a cair no esquecimento”

Lizzy: "Se voltasse a entrar no jogo tirava de lá muita gente"

Conheça todos os concorrentes

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.