Meghan Markle nunca falou publicamente sobre o seu pai, Thomas Markle, no entanto, o mesmo agiu de forma diferente e chegou a dar entrevistas acerca da duquesa de Sussex.

Nessas entrevistas, e em várias ocasiões, Thomas afirmava que tentou falar com Meghan a todo o custo, mas que ela não respondeu a nenhum dos seus apelos.

Contudo, uma versão diferente da história foi apresentada por um amigo próximo da ex-atriz à revista People.

“Ele sabe como entrar em contacto com ela. O número nunca mudou. Ele nunca telefonou, nunca enviou uma mensagem. É muito doloroso, porque a Meghan sempre foi muito atenciosa. Acho que ela sente-se realmente magoada pelo que ele fez. Ao mesmo tempo, porque é filha, tem um enorme carinho por ele”, sublinha.

Se bem se recorda, apenas uma semana antes do casamento de Meghan e Harry, Thomas decidiu que não iria levar a filha ao altar. Na altura alegou que problemas de saúde o impediam de fazê-lo, contudo a imprensa acredita que a decisão se deveu ao facto de Thomas ter feito um acordo com os paparazzi na altura.

Notícias ao Minuto

Pai de Meghan Markle a dar uma entrevista© Reprodução

Mesmo assim, o casal fazia questão que Thomas marcasse presença no matrimónio. O pedido não foi aceite e a publicação adianta inclusive que o progenitor ficou incontactável.

“Depois do casamento ela escreveu-lhe uma carta. Ela disse: ‘Pai, estou de coração partido. Amo-te. Tenho um pai. Por favor, para de me prejudicar perante a imprensa para que possamos reparar a nossa relação’. (…) Ele escreveu-lhe uma longa carta como resposta e terminou-a pedindo uma fotografia com ele. E ela pensou: ‘Isto é precisamente o contrário do que estou a dizer. Estou a dizer que não quero comunicar pela imprensa e estás-me a pedir para o fazer. Percebeste alguma coisa do que eu disse?’”, lamentou na época Meghan.

Importa lembrar que Thomas e a mãe de Markle, Doria Ragland, separaram-se quando esta tinha apenas dois anos de idade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.